Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 04 / Vídeo mostra reação de professores municipais de São Paulo a fim de greve duvidoso

Vídeo mostra reação de professores municipais de São Paulo a fim de greve duvidoso

por Redação da RBA publicado 11/04/2012 16h23, última modificação 11/04/2012 17h50

São Paulo – Professores da rede pública municipal da capital paulista divulgaram imagens da reação dos trabalhadores diante da decisão da direção do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal em São Paulo (Sinpeem) de decretar o fim da greve apesar de dúvidas sobre resultado de votação.

A confusão ocorreu durante assembleia realizada durante a tarde de ontem (10) na Praça do Patriarca, região central da cidade, quando milhares de professores se reuniram para definir o rumo da greve iniciada em 02 de abril. Após votação sobre a continuidade ou fim da paralisação houve dúvidas sobre o resultado indicado pelo presidente do sindicato, Cláudio Fonseca (PPS), vereador da base aliada do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Fonseca determinou o fim da greve e, apesar dos apelos e vaias do público, não refez a votação.

Na tentativa de deixar o local, ainda em cima do caminhão de som, o veículo foi cercado por professores descontentes com o encaminhamento da assembleia. O sindicalista só pôde sair do local duas horas depois, escoltado pela Polícia Militar.

No vídeo, divulgado na noite de ontem (10), trabalhadores vinculam a atuação do presidente do sindicato ao fato de pertencer à base parlamentar de Kassab (PSD) na Câmara Municipal de São Paulo.

De acordo com nota do Sinpeem, "a agressão aos manifestantes favoráveis à suspensão da greve é típica de grupos intolerantes, que não aceitam a democracia, infiltrados no movimento. São grupos minoritários que acreditam que podem impor suas ideias e métodos através da violência".

 

registrado em: , , , ,