Negociação entre metalúrgicos e montadoras será retomada nesta 6ª

São Paulo – Os sindicatos dos metalúrgicos de Taubaté, ABC,  São Carlos e de Tatuí voltam a se reunir com os representantes das montadoras nesta sexta-feira (17). Em pauta, está […]

São Paulo – Os sindicatos dos metalúrgicos de Taubaté, ABC,  São Carlos e de Tatuí voltam a se reunir com os representantes das montadoras nesta sexta-feira (17). Em pauta, está o índice de reajuste salarial dos trabalhadores no setor automobilístico.

A rodada de negociação realizada nesta quarta-feira (15) em São Paulo terminou sem a definição de uma proposta para ser apresentada aos trabalhadores. O estado de greve continua em vigor, porém as mobilizações estão suspensas até a conclusão da próxima rodada de negociação. Os metalúrgicos chegaram a cogitar iniciar uma paralisação na quarta-feira (14), mas suspenderam o plano em função da disposição de diálogo.

Até agora, cinco dos seis grupos do ramo metalúrgico fecharam acordo. Para esses, a categoria conquistou 9% de aumento salarial, ou seja, mais do que o dobro da inflação do período, que foi de 4,2%. É o maior aumento real nos últimos dez anos. “Estamos em busca do reajuste que já foi oferecido a outros setores , então também exigimos o reajuste de 9%”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, Isaac Jarbas do Carmo.

Em Taubaté, o sindicato promete fazer convocar uma assembleia com os trabalhadores da Volkswagen e da Ford, neste domingo (19), caso as negociações da rodada desta sexta não cheguem a um acordo. “Vamos pressionar as montadoras, mas caso não entrem em acordo, poderemos entrar em greve”, alertou Isaac.

Leia também

Últimas notícias