Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2009 / 11 / Assembleia de professores reúne 5.000 em SP, mas governo desmarca negociação

Assembleia de professores reúne 5.000 em SP, mas governo desmarca negociação

Professores afirmam que, sem conversa, ano letivo não começa em 2010 no estado de São Paulo
por suzanavier publicado , última modificação 26/11/2009 19h25
Professores afirmam que, sem conversa, ano letivo não começa em 2010 no estado de São Paulo

Assembleia de professores em São Paulo sinaliza disposição para greve (Foto: Robson Martins/Apeoesp)

Cerca de 5.000 professores da rede pública de ensino de São Paulo esperavam acompanhar a negociação entre o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do estado de São Paulo (Apeoesp) e o secretário Estadual de Educação, Paulo Renato Souza, na tarde desta quinta-feira (26), em assembleia, na Praça da república em São Paulo. Entretanto, o secretário desmarcou a reunião.

Na ausência de negociação, a Apeoesp confirmou a disposição dos professores de entrar em greve no início de 2010 caso o governo do estado não negocie com a categoria. "Se o governo continuar com a política de exclusão dos professores, o ano letivo não vai começar", afirmou Maria Izabel Noronha, presidente da Apeoesp.

De acordo com a dirigente sindical, a assembleia marcou o "Dia do Basta" e a paralisação sinaliza a disposição da categoria em pressionar o governo para mudar a política educacional do estado. "A avaliação por mérito criada pelo governo foi a gota d'água e essa assembleia foi decisiva: os professoes vão acompanhar de perto a negociação e, se necessário, partir para a greve".

Segundo Maria Izabel, nova reunião com o secretário Estadual de Educação está marcada para o dia 1º de dezembro às 17 horas. Nova assembleia também está agendada para o mesmo horário.

Os professores reivindicam reajuste salarial de 27,5%; 6% das perdas de 2009; incorporação de duas gratificações, com extensão aos aposentados; fim da política excludente de "promoção por mérito"; fim da "provinha" dos admitidos em caráter temporário; garantia de direitos e concurso público classificatório.

registrado em: , ,