Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2009 / 06 / Trabalhadores da Perdigão decretam greve em Lageado-RS

Trabalhadores da Perdigão decretam greve em Lageado-RS

Paralisação alcança também a Minuano Alimentos, que presta serviços à Perdigão
por José Mombelli, Jornal Brasil Atual publicado , última modificação 26/06/2009 09h58
Paralisação alcança também a Minuano Alimentos, que presta serviços à Perdigão

Trabalhadores da Minuano Alimentos e da unidade da Perdigão, na cidade de Lageado, no Rio Grande do Sul entram em greve. No total 5,2 mil trabalhadores paralisaram suas atividades desde terça-feira (23).

Segundo o presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul, Cairo Reinhardt, a responsabilidade  da greve é das direções das empresas que ofereceram contrapropostas de aumentos insignificantes. "Deixamos uma proposta na última negociação de 7,5% de reajuste e 12% no piso e, com isso, estamos abertos esperando uma nova proposta da empresa que possamos encaminhar aos trabalhadores", explica.

As empresas ofereceram reajuste parcelado de 4,9% no mês de maio mais 1% em setembro. Com isso o piso inicial passaria dos atuais R$ 506, para R$ 530. Desde 2006, a Minuano Alimentos presta serviços para a Sadia e Perdigão, que depois da fusão oficializada em maio, passou a chamar Brasil Foods Alimentos (BrF). A greve dos trabalhadores da Minuano e da Perdigão de Lageado são por tempo indeterminado.