Tag: desindustrialização

Que futuro

Agora como no passado, o pobre Brasil de sempre. Por Marcio Pochmann

Com economia atolada, o empobrecimento avança, sob a dominação da gestão dos excluídos por grupos de fundamentalismo religioso, milícias e crime organizado

Marcio Pochmann

O Brasil toma o rumo acelerado da decadência enquanto nação

Comércio externo baseado em produtos de menor valor agregado, desindustrialização e perda de soberania econômica: a ofensiva ultraliberal é insustentável

trajetória regressiva

Quem perdeu e quem ganhou com o golpe. Por Marcio Pochmann

Diante de tantos perdedores pelo golpe de 2016, a manutenção dessas políticas neoliberais seria injustificável, não fosse o poder econômico e midiático dos poucos ganhadores
Marcio Pochmann

Razões da fratura social exposta e como ela desintegra a nação

Projeto de nação vislumbrado com a democratização é gravemente sufocado no governo de destruição nacional, rumo ao desastre social
Perdida

O governo Bolsonaro e a despedida da economia nacional. Por Marcio Pochmann

O quadro atual de desindustrialização faz país regredir ao passado dos ciclos produtivos de antes de 1930. locais e desintegrados do conjunto da nação
Autocracia dos novos ricos

Sonegação, isenção, subsídios, juros altos movem nova classe parasita do Estado

Negócios conduzidos por especulação financeira, agronegócio, comércio varejista, religiões, crime organizado, milícias, serviços privados e alta burocracia corroem economia produtiva e se apoderam do Estado
retrocessos

Herança a ser deixada por Temer é um desastre nacional

Avanço acelerado do processo de desindustrialização no Brasil acentua ainda mais o desastre nacional promovido pelo governo golpista
Entrevista

‘O problema da indústria não é a China, é o nosso sistema financeiro’

'Não temos transporte ferroviário, nem fluvial, e nós temos um setor empresarial que ganha mais dinheiro com operações financeiras do que na sua atividade-fim', diz geógrafo Vladimir Milton Pomar
destruição

Governo festeja resultados do agronegócio, mas esconde destruição da indústria

Setor responsável por empregos com maiores remunerações segue patinando, teve crescimento zero e respondeu por apenas 11,8% do PIB de 2017, menor participação desde 1950
1 2

últimas notícias

Mais Lidas