Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2016 / 08 / OMS: 2,7 milhões de bebês morrem no primeiro mês de vida todo ano

alerta

OMS: 2,7 milhões de bebês morrem no primeiro mês de vida todo ano

Segundo a ONU, também há 2,6 milhões de casos de bebês natimortos anualmente em todo o mundo
por Redação RBA publicado 16/08/2016 13h12, última modificação 16/08/2016 13h12
Segundo a ONU, também há 2,6 milhões de casos de bebês natimortos anualmente em todo o mundo
Dominic Chavez/Banco Mundial
bebê.jpg

Segundo a organização, o dia do parto são as 24 horas mais perigosas para a mãe e a criança

São Paulo – A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou hoje (16) que 2,7 milhões de crianças morrem todos os anos no mundo no primeiro mês de vida. Além disso, 2,6 milhões de bebês são natimortos, ou seja, morrem dentro do útero.

Segundo a agência de saúde da ONU, a maioria das mortes pode ser evitada com serviço de saúde de qualidade durante a gravidez ou parto. A OMS também afirma que óbitos não são totalmente notificados ou reportados.

A OMS também diz que o dia do parto são as 24 horas mais perigosas para a mãe e a criança: 303 mil mulheres morrem anualmente durante a gravidez ou na hora do parto.

A Organização Mundial da Saúde lançou três publicações que vão ajudar os governos mundiais a melhorar a coleta de dados para combater os problemas dos óbitos. O diretor de Pesquisa e Saúde Reprodutiva da OMS, Ian Askew, afirmou: "É necessário garantir que todos os nascimentos e mortes sejam registrados para que as autoridades possam compreender o que deve ser feito para evitar futuros óbitos".

*Com informações da Rádio ONU

registrado em: , , ,