Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2009 / 07 / Prefeitura de Osasco adia volta as aulas; mais uma morte em SP

Prefeitura de Osasco adia volta as aulas; mais uma morte em SP

por Agência Brasil e Reuters publicado , última modificação 24/07/2009 20h12 © 2009 Thomson Reuters. All rights reserved.

São Paulo - A prefeitura de Osasco (SP) adiou por uma semana a volta às aulas dos 65 mil alunos das escolas municipais como medida de prevenção à influenza A (H1N1) – gripe suína. As férias, que acabariam no dia 27 de julho, foram prorrogadas até 3 de agosto.

Representantes da rede particular de ensino, que deverá retomar as aulas entre os dias 29 e 31 de julho, estão sendo convocados pela prefeitura da cidade para uma reunião na próxima segunda-feira (27), a fim de avaliar a situação.

Nesta sexta-feira (24) teve início no município o atendimento em tendas do Exército, exclusivo para pacientes com sintomas da gripe, no Hospital Municipal Central Antônio Giglio e nos pronto-socorros do Jardim Helena Maria e do Jardim Santo Antônio. Nessas unidades, os casos passam por uma triagem, para evitar que pacientes infectados tenham contato com pessoas que procuram as unidades por outros motivos.

Osasco confirmou até o momento 18 ocorrências da doença, que provocou três mortes no município. Na cidade, há ainda 79 casos suspeitos de contaminação pelo vírus InfluenzaH1N1.

Nova morte

Campinas registrou nesta sexta-feira a primeira morte pelo vírus H1N1 no município, elevando para 30 o número de vítimas fatais da doença no país. A nova vítima é uma mulher de 37 anos que faleceu no dia 23, três dias após ser internada. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ela não viajou à países que apresentam grande número de casos e não fazia parte do grupo de risco --gestantes, obesos ou pessoas com doenças anteriores ou em tratamento.

Fonte: Agência Brasil, com Reuters