Você está aqui: Página Inicial / Saúde e Ciência / 2009 / 05 / Cresce 42% doação de órgãos em SP

Cresce 42% doação de órgãos em SP

Com 216 doadores, Estado realizou 615 transplantes de órgãos entre janeiro e abril
por Evelyn Pedrozo, da RBA publicado 18/05/2009 14h42, última modificação 18/05/2009 16h05
Com 216 doadores, Estado realizou 615 transplantes de órgãos entre janeiro e abril


O número de doadores de órgãos no Estado de São Paulo cresceu 42,1% ante o primeiro quadrimestre de 2008, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. Foram 216 doadores viáveis (com pelo menos um órgão aproveitado), que possibilitaram a realização de 615 transplantes de órgãos, contra 455 registrados de janeiro a abril de 2008.

O maior crescimento foi relativo ao fígado: 184 cirurgias, representando alta de 40,4%. O número de cirurgias de rim cresceu 36%, passando de 253 para 344, e os transplantes de pâncreas subiram 27,2%, de 27 para 44.

O balanço mostra, no entanto, queda nos transplantes de pulmão, de 12 para 8. O pulmão é dificilmente aproveitado por conta de infecções respiratórias e do tempo em que o doador passou entubado, entre outros fatores.

Foram transplantadas 2002 córneas, 7% a mais do que em 2008. Na capital, 95% dos transplantados em abril aguardaram menos de um mês na fila da cirurgia.

“Nos últimos três anos São Paulo vem registrando altas expressivas no número de doadores de órgãos, fruto da solidariedade dos paulistas e do aprimoramento do trabalho de captação de potenciais doadores nos hospitais. O fato desta tendência de aumento se manter é importante, porque milhares de pessoas que estão na fila dependem do transplante para salvar suas vidas”, disse Luiz Augusto Pereira, coordenador da Central de Transplantes da Secretaria.

registrado em: