Expansão

Vacinação contra a covid-19 em SP vai incluir pessoas com comorbidades e categorias profissionais a partir de maio

Trabalhadores dos transportes, pessoas com síndrome de Down ou renal e transplantados serão incluídos na campanha de vacinação contra a covid-19

Gustavo Vara/Fotos Públicas
Vacinação contra a covid-19 em São Paulo terá uma expansão para incluir grupos com comorbidades e categorias de trabalhadores

São Paulo – O governo de São Paulo anunciou nesta terça-feira (20) que vai incluir pessoas com comorbidades e categorias profissionais a partir de maio na vacinação contra a covid-19. Trabalhadores dos transportes, pessoas com síndrome de Down, síndrome renal e transplantados estão entre os grupos que poderão receber a vacina, a partir do dia 10 de maio. Além disso, mulheres grávidas que façam parte dos grupos prioritários também poderão ser vacinadas, devendo trazer um relatório médico autorizando a receber o imunizante. Os idosos seguem com o cronograma normal já estabelecido.

As pessoas com síndrome de Down, síndrome renal – que necessitam de hemodiálise – e transplantados, que ficam com a imunidade baixa devido ao uso de medicações, com idades de 18 a 59 anos, serão incluídos na campanha de vacinação contra a covid-19 a partir de 10 de maio. O governo paulista estima que há 120 mil pessoas nesses grupos em São Paulo. São pessoas com alto risco de morte por infecção pelo novo coronavírus.

Após intensa mobilização de vários sindicatos, os trabalhadores da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), das concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade e dos sistemas de ônibus municipal e intermunicipal foram incluídos na vacinação contra a covid-19. Os profissionais do sistema metroferroviário começam a receber a vacina no dia 11 de maio. Já os motoristas e cobradores, no dia 18. Cerca de 175 mil trabalhadores devem ser vacinados.

As mulheres grávidas que fizerem parte de qualquer um destes grupos, podem receber a vacina, desde que autorizado pelo médico que acompanha o pré-natal da gestante. Já os idosos pertencentes a esses públicos já estão contemplados nas etapas anteriores da campanha de vacinação contra a covid-19.

Calendário

A vacinação contra a covid-19 dos idosos com 65 e 66 anos começa amanhã (21). O governo paulista antecipou a vacinação das pessoas com 64 anos do dia 29 para sábado (24). Já as pessoas com 63 anos recebem a vacina a partir do dia 29. E no dia 6 de maio terá início a vacinação dos idosos com 60, 61 e 62 anos.

Cronograma de vacinação divulgado hoje pelo governo de São Paulo

O cadastro para a vacinação contra a covid-19 pode ser feito pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. O site Vacina Já continua ativo, mas muitas pessoas tinham dificuldades no acesso ao sistema, seja por ter de preencher os dados pelo celular ou por falta de planos de dados para acessar a internet. Já no aplicativo, que a maioria das operadoras permite a operação gratuita, o processo será simplificado. O cadastro não é obrigatório, mas evita que seja necessário fazê-lo na hora da vacinação.

Para preencher o formulário no aplicativo, basta adicionar o número: (11) 95220-2923. E mandar um “oi”. Em seguida, o robô que opera o cadastro envia uma lista de opções pelo próprio aplicativo. Para prosseguir com o cadastro basta escolher a opção B e seguir as instruções. No dia da vacinação é importante levar a carteirinha de vacinação, um documento com foto e o cartão SUS.

Até hoje, 9,6 milhões de pessoas foram vacinadas contra a covid-19 no estado de São Paulo. Destas, 6,3 milhões receberam uma dose do imunizante e 3,3 milhões receberam as duas doses.


Leia também


Últimas notícias