Pesquisa científica

Maduro anuncia medicamento que elimina vírus da covid-19

Medicamento é feito com molécula que já foi usada no tratamento de doenças como a hepatite C, o vírus do papiloma humano e o ebola

Reprodução
Presidente venezuelano diz que cientistas de seu país certificaram a molécula DR10 como um antiviral altamente eficaz na luta contra a covid-19

São Paulo – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou que os cientistas do Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) desenvolveram uma molécula que aniquila completamente o vírus que provoca a covid-19. Além disso, o líder venezuelano assegura que o novo medicamento pode deter a covid-19 e que o estudo teve uma duração de seis meses, segundo informações da agência de notícias Sputnik Brasil.

“Hoje, posso dizer oficialmente que esta molécula […] foi testada para a covid-19, foram feitas todas as investigações […] o estudo durou seis meses, dando como resultado a aniquilação de 100% do vírus da covid-19”, assegurou.

“Quero dizer que a Venezuela conseguiu um medicamento que anula a 100% o coronavírus”, ressaltou Maduro ao falar sobre a covid-19, adicionando que o novo medicamento “não apresenta nenhum tipo de toxicidade que afete as moléculas saudáveis”.

Tremenda notícia! Certificamos a molécula DR10 como um antiviral altamente eficaz na luta contra a covid-19. Iniciamos o processo de certificação junto à OMS para oferecer este tratamento ao mundo. Agraço à equipe do IVIC por esta grande aquisição da humanidade.

A molécula citada por Maduro é a DR10, que já foi usada no tratamento de doenças como a hepatite C, o vírus do papiloma humano e o ebola.

Maduro também destacou que o estudo realizado pelos pesquisadores do IVIC foi confirmado por outros cientistas, e que “nos próximos dias será construído o percurso, para, através da Organização Mundial de Saúde, ratificar os resultados obtidos pelo IVIC”.

Assim que obtiver a ratificação, a Venezuela vai preparar a produção massiva desta molécula e fornecê-la a nível mundial com a devida colaboração internacional.


Leia também


Últimas notícias