Brasil

Coronavírus faz mais 1.252 mortes em 24 horas. Total de doentes chega a 1,5 milhão

Número de casos confirma a projeção de expansão da pandemia. Com tendência de interiorização e estabilidade de mortes, a covid-19 deixa 1.496.858 doentes

Agência Brasil
A pandemia de covid-19 segue sem controle no Braisil, epicentro da pandemia no mundo; Número de mortes "se estabiliza", em patamares acima do milhar diariamente

São Paulo – Com 1.252 novas mortes nas últimas 24 horas, a pandemia de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, mostra que segue em ritmo acelerado no Brasil. Desde o início do surto, em março, são 61.884 vítimas oficialmente registradas, de acordo com o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), em boletim divulgado no fim da tarde desta quinta (2).

Já o número de casos confirma a projeção de especialistas de que a pandemia segue em expansão no país. Com tendência de interiorização e estabilidade de mortes, a covid-19 deixou mais 48.105 contaminados no período equivalente a um dia, totalizando 1.496.858 desde março.

O Brasil é o epicentro da pandemia no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade reconhece a redução na aceleração do número de mortos. Entretanto, alerta que o pico de transmissões deve chegar apenas em agosto.

Isso porque, apesar dos alertas de especialistas e da própria OMS, o Brasil não assume uma postura de combate ao vírus. Enquanto o governo federal, do presidente Jair Bolsonaro, ridiculariza e ignora o vírus, estados e cidades flexibilizam o isolamento social de forma precipitada.

O cenário pode levar ao aumento das mortes. Muitas das mortes que já aconteceram poderiam ter sido evitadas, caso o Estado tivesse seguido recomendações de especialistas e da OMS, que indicavam a necessidade de um trabalho de controle de contatos entre infectados, além de medidas mais intensivas de isolamento.

O epicentro regional segue o estado de São Paulo. Os números da região são expressivamente maiores do que as demais unidades da federação. São 302.179 infectados e 15.351 mortos. Todo o Reino Unido, quinto do mundo em infectados, contabiliza 314.992 casos.