imobilidade

Com coronavírus, transporte coletivo no ABC paulista vai ser paralisado

Sistema estará totalmente sem operações a partir do dia 29. Medida baixada pelas prefeituras das sete cidades da região visa reduzir a circulação de pessoas para conter a disseminação da pandemia

© pontodeonibus
Circulação de ônibus nas cidades do ABC começam a diminuir a partir de quinta (19)

São Paulo – O Consórcio Intermunicipal, que reúne os prefeitos das sete cidades do Grande ABC (SP), anunciou nesta quarta (18) que vai dar início a um processo de suspensão total dos transportes públicos municipais. “A decisão do Consórcio Intermunicipal tem o objetivo de minimizar danos à população e preservar vidas no Grande ABC”, diz trecho de nota oficial publicada pela entidade.

A medida será realizada de forma gradativa a partir da quinta-feira (19) até o dia 29, quando os serviços serão totalmente suspensos por tempo indeterminado. Caberá a cada prefeitura montar o cronograma de definição de como e quando as linhas deixarão de circular. As administrações municipais também serão responsáveis por avaliar como serão mantidas a atuação dos profissionais das áreas de saúde e segurança pública, assim como o transporte de pacientes enfermos.

“A gente espera do governo federal uma ação. A gente vê o presidente e os ministros brincando com esse assunto, as prefeituras vão sofrer e vamos ter problemas financeiros gravíssimos”, afirmou o presidente do colegiado e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania). “É uma atitude drástica, mas que tem que ser tomada. O coronavírus não é brincadeira”, finalizou.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Consórcio do Grande ABC:

(reprodução)