Cuidados no tratamento

OMS desaconselha uso de ibuprofeno para pacientes com coronavírus

Organização Mundial de Saúde fez recomendação nesta terça-feira (17), após alerta de autoridades de Saúde da França sobre o uso da substância

CC0 Public Domain
"Se já não recomendamos o uso de anti-inflamatórios normalmente, por conta dos efeitos colaterais, nesse momento, na dúvida, recomenda-se menos ainda", diz especialista

Nesta terça-feira (17), a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou às pessoas em geral que, caso apresentem sintomas do coronavírus como febre acompanhada de tosse seca, dificuldade para respirar ou dor de garganta, evitem tomar ibuprofeno.

O aviso da OMS vai no mesmo sentido das recomendações de autoridades sanitárias da França. O ministro da Saúde do país, Olivier Véran, também médico, postou em seu perfil no Twitter no sábado mensagem sobre o medicamento. “A ingestão de anti-inflamatórios [ibuprofeno, cortisona …] pode ser um fator para agravar a infecção. Em caso de febre, tome paracetamol. Se você já está tomando medicamentos anti-inflamatórios, peça conselhos ao seu médico.”

A pneumologista, professora e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz, Margareth Dalcomo afirma que, embora as pesquisas sobre o uso de ibuprofeno em pacientes com covid-19 ainda não tenham “muita robustez”, o uso não é indicado.

“A gente não recomenda. Os anti-inflamatórios da classe não-esteroides já usamos muito pouco, e eles têm muito efeito colateral em qualquer circunstância”, aponta, em entrevista aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria, no Jornal Brasil Atual. “Se já não recomendamos o uso de anti-inflamatórios normalmente, por conta dos efeitos colaterais, neste momento, na dúvida, recomenda-se menos ainda.”

Estudo recente publicado pela revista especializada The Lancet afirma que o ibuprofeno e outras drogas similares podem estimular uma enzima que facilitaria e pioraria as infecções por vírus. A pesquisava apontava que pacientes com diabetes e hipertensão medicados com ibuprofeno tinham mais riscos de desenvolver estágios mais graves de Covid-19.

De acordo com o porta-voz da OMS em Genebra, Christian Lindmeier, especialistas da ONU “estão estudando o assunto”. “Enquanto isso, recomendamos o uso de paracetamol e não o ibuprofeno como automedicação. É importante”, afirmou.