Home Saúde e Ciência Trabalhadores protestam contra desmonte do Hospital do Servidor Público Estadual
Gestão tucana em SP

Trabalhadores protestam contra desmonte do Hospital do Servidor Público Estadual

Com a falta de funcionários, leitos e salas de cirurgia fechadas, servidores temem que a unidade da capital paulista seja fechada
Publicado por Rodrigo Gomes, da RBA
13:37
Compartilhar:   
reprodução/Youtube

Servidores querem que o governo estadual passe a aplicar uma contrapartida de recursos no hospital

São Paulo – O Hospital do Servidor Público Estadual, em São Paulo, está agonizando. Faltam funcionários, leitos e salas de cirurgia foram fechadas. Contra essa situação, funcionários do hospital fizeram ato para denunciar o sucateamento do hospital, na tarde de ontem (25). O hospital é referência no atendimento de 1,3 milhão de pessoas no estado, conta com mil leitos, 3 mil funcionários e outras 13 unidades distribuídas pelo território paulista.

Os servidores têm 2% do salário descontado para ter acesso ao atendimento ao hospital, mas o governo paulista não aplica qualquer contrapartida de recursos. A presidenta da Associação de Funcionários do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Afiamspe), Ana Cristina Manente, ressaltou que o sucateamento do hospital é uma opção política.

“Pela falta de concursos, que o governo não abre, está gerando um déficit no Iamspe. E isso reflete no paciente, pela falta de assistência. E fora a falta de material, de medicamentos, de médicos, consultas, exames”, afirmou Ana Cristina.

Confira a reportagem