Você está aqui: Página Inicial / Revista do Brasil / Edição 23 / Movimento mídia livre
Número 23, Abril 2008

Carta ao Leitor

Movimento mídia livre

por Redação publicado , última modificação 25/10/2017 11h24
REGINA DE GRAMMONT
foto radio

Internet, revistas, iniciativas de rádio como o Jornal Brasil Atual: diversidade para furar o cerco

A forma como a grande mídia brasileira e parte da latino-americana tratam os governos populares, os movimentos sociais, aí incluído o mundo do trabalho, tornou-se um combustível que mobiliza blogueiros, revisteiros, profissionais de jornais, rádio e televisão, professores, advogados, sindicalistas, pesquisadores e intelectuais. Na manhã do sábado, 8 de março, enquanto a passeata de mulheres vestia uma saia na estátua de José Bonifácio, o patriarca, cerca de 50 midiáticos se reuniam num hotel na capital paulista para discutir o que se passa com a mídia no Brasil e na América Latina. Convidados pela agência Carta Maior, ali se reuniram profissionais de vários estados, veteranos e jovens, expressando uma autêntica diversidade midiática. Na palavra de Mauro Santayana, uma reunião desse formato nunca havia sido realizada no Brasil.

Foram citados diferentes casos considerados de manipulação da informação, formas preconceituosas de lidar com a notícia, engajamento político-partidário, golpista ou em interesses econômicos alheios à qualidade da informação. Também foram lembrados o papel de jornalistas que, por conta própria, fazem o trabalho para os donos das empresas e as perseguições sofridas por quem rema contra a corrente.

Como já pratica esta Revista do Brasil, mais do que reclamar contra a mídia manipuladora, os participantes querem intensificar a prática de uma nova mídia e ali mesmo foi lançado um movimento provisoriamente chamado de Mídia Livre.

Em outras palavras, é na prática que a democratização dos meios de comunicação vira realidade. Está programado um grande fórum no mês de maio, no Rio de Janeiro, para o qual reuniões vêm sendo realizadas. Um conjunto de idéias e reivindicações será lançado, propostas que vão desde a própria conduta do movimento, criação de portais, rádio e televisão pela internet, buscando formas de potencializar a disseminação de informação.

Mais uma vez a sociedade debate o assunto com a convicção de que não haverá Brasil e América Latina novos sem mídias novas. E de sua enorme diversidade o movimento pode extrair o êxito dessa empreitada.

registrado em: , , ,