Na Rede

Websérie de quatro episódios celebra diversidade da maternidade

'Mãe, Manhê', de André Bushatsky, aborda as diferentes formas de ser mãe, alegrias e questionamentos sobre como educar e contribuir para a melhor formação desses pequenos cidadãos

Reprodução
Mães de gêmeos

Paulinha e Mariana, mães do casal de gêmeos que mudou a vida das duas

Não há fórmula certa para a maternidade. Gerar e criar filhos é um processo singular em cada família. Foi o que o diretor e roteirista André Bushatsky captou em sua websérie Mãe, Manhê, que pode ser assistida no canal da produtora Twins Filmes no YouTube.

Em quatro episódios curtos, Bushatsky apresenta a diversidade da maternidade a partir da história de cinco mães. Uma decidiu engravidar mesmo achando que tinha “passado da idade”; outra, achava estar grávida de uma menina e hoje divide seu tempo entre a carreira e a criação de dois garotos; há também uma que pediu ajuda ao ex-namorado para fazer uma fertilização in vitro e agora, com gêmeas, conta com a ajuda da ex-sogra; e ainda um casal de mães que teve gêmeos.

A educação, a alimentação, as brincadeiras, responsabilidades e questionamentos são alguns dos temas abordados nos episódios que não passam de 10 minutos cada. Como não poderia deixar de ser, Mãe, Manhê, ressalta o amor e a felicidade da maternidade mas sem idealização ou romantização. A websérie mostra a maternidade real, com suas alegrias, dúvidas e dificuldades.