curta essa dica

Cia. Antropofágica de Teatro faz intensa temporada

Preços, horários e duração de temporadas são informados pelos responsáveis pelas obras e eventos. É aconselhável confirmar antes de se programar

GABRIEL OLIVEIRA/DIVULGAÇÃO
Terror_e_Miseria_foto_gabriel_oliveira_divulgacao.jpg

Terror e Miséria no Novo Mundo

Para celebrar 15 anos em cena, a Companhia Antropofágica de Teatro realiza oTram(A)ntropofágica, um evento de longa duração que apresenta espetáculos, intervenções, oficinas, debates e experimentos que resgatam a história do grupo paulista. Até agosto de 2017, serão promovidas 18 temporadas de espetáculos e mais 19 atividades a serem apresentadas tanto na sede da companhia, o Espaço Pyndorama, como em outros espaços da cidade de São Paulo.

A programação foi aberta em setembro com o Kabaré, uma espécie de abre-alas que transita pelo teatro, pela dança, música e variedades. Em outubro é a vez de Trylogia: Terror e Miséria no Novo Mundo, sobre a história do Brasil nos períodos da Colônia, do Império e da República; e do Programa I: Brazyleirinhas QI, com apresentações dos espetáculos O Grande Circo da Ideologia, Furo no CascoEstudo para o Terror M. [Isso não é uma peça feminista].

Em novembro, a Tram(A)ntropofáfica traz A Tragédia de João e Maria, um espetáculo livremente inspirado no conto dos irmãos Grimm, a partir da linguagem conhecida como Teatro da Deformação, no qual é retratada a trajetória de duas crianças abandonadas pelos pais em meio ao desespero da fome e da impossibilidade de alimentá-los. As últimas apresentações do ano, em dezembro, são Prometeu: Estudo 1.1Macunaíma no País do Rei da Vela, primeiro espetáculo criado pela companhia. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. Na página www.antropofagica.com pode ser conferida a programação completa.

MUSÉE NATIONAL PICASSO-PARIS. FOTO © RMN Deux_Femmes_foto_Musee_national_Picasso_Paris_Foto_RMN.jpg
Deux Femmes courant sur la plage (La course), 1922

Picasso no Rio

Mais de 130 obras do artista espanhol Pablo Picasso estão em cartaz na Caixa Cultural Rio de Janeiro na exposição Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem, que fica em cartaz até 20 de novembro. Com curadoria de Emilia Philippot, a mostra traz pinturas, desenhos, gravuras, esculturas, cerâmicas e fotografias pertencentes ao Museu Picasso de Paris. As obras apresentam a trajetória do artista desde os anos de formação, com o óleo sobre tela L’Homme à la Casquette (O Homem de Boné, 1895), até os últimos anos de produção do artista. Trata-se de uma imersão cronológica e temática na vida do espanhol, com muitos itens até então inéditos no Brasil. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h, na Avenida Almirante Barroso, 25, no centro do Rio. Mais informações: (21) 3980-3815. Grátis.

Consumismo e trabalho infantil

ILUSTRAÇÃO TESA GONZÁLESo_sonho_de_lu_shzu1_ilustracao_tesa_gonzales.jpg
O Sonho de Lu Shzu

Era uma vez uma menina que sempre ganhava presentes de aniversário, brinquedos e mais brinquedos, que rapidamente acabavam sendo esquecidos. No livro O Sonho de Lu Shzu (Mov Palavras, 48 págs.), de Ricardo Gómez, com ilustrações de Tesa Gonzáles, esses presentes adquirem voz, comentam e questionam a efemeridade de suas vidas. Uma das bonecas abandonadas começa a contar a história de
Lu Shzu, uma menina chinesa que trabalha em uma fábrica de brinquedos. Suas mãos pequenas encaixam milhares de olhos de bonecas que nunca serão suas. Uma obra que trata com certa delicadeza esta realidade cruel que tem conexão direta com o consumo inconsequente e desenfreado. R$ 56.

DIVULGAÇÃOOUTRA_ESFERA.jpg
Outra Esfera

Flow feminista

A rapper Tássia Reis lançou em meados de setembro o disco Outra Esfera. Com apenas sete faixas, o álbum não economiza no flow, no gingado e na qualidade. Em Semana Vem, ela trata com ironia sobre um relacionamento abusivo. Desapegada é uma espécie de continuidade, quando a mulher se dá conta de que não merece nem tem de aceitar este tipo de relação. Segura e senhora de si, Tássia transborda talento e mensagens de empoderamento feminino. Outra Esfera pode ser baixado gratuitamente no site www.tassiareis.com.br.