Curta essa dica

Documentário ‘Eu Maior’ reflete a busca pela felicidade

E também Scorsese DiCaprio e o Lobo de Waal Street, coleção Hemingway, centenário de Tomie Ohtake eu uma fabriqueta de ideias nas dicas do mês

Deixar para trás o que é cômodo, mudar radicalmente de vida, reavaliar o que é importante e seguir o próprio caminho fazendo o que realmente gosta. O documentário Eu Maior faz uma reflexão contemporânea sobre autoconhecimento e a busca pela felicidade, com depoimentos de artistas, intelectuais, líderes espirituais, esportistas, entre outros. Laís Bodanzky, Leonardo Boff, Letícia Sabatella, Monja Coen e Rubem Alves são alguns dos entrevistados que compartilharam experiências pelas quais ampliaram suas percepções de si e do mundo. O documentário foi lançado no cinema e em DVD, e pode ser assistido ou baixado na internet em www.eumaior.com.br

Ascensão e queda

lobo.jpg“O meu nome é Jordan Belfort. No ano em que completei 26 anos, ganhei US$ 49 milhões, o que me deixou p… porque era menos de US$ 1 milhão por semana”, diz o ambicioso corretor da Bolsa de Valores em O Lobo de Wall Street, filme de Martin Scorsese que chega aos cinemas agora em janeiro. Trata-se da adaptação da autobiografia de Belfort, preso na década de 1990 por fraude bancária e corrupção na Bolsa de Nova York. O longa mostra os escândalos, os excessos, as drogas, a ascensão e a queda do fraudador, com Leonardo DiCaprio no papel principal.

Centenário

tomie.jpgA artista plástica Tomie Ohtake acaba de completar 100 anos (em novembro). Para celebrar a data, o instituto que leva o seu nome realiza até 2 de fevereiro a exposição Tomie Ohtake – Gesto e Razão Geométrica, em São Paulo. O curador Paulo Herkenhoff reuniu cerca de 80 trabalhos, a maioria pinturas em que ela apresenta sua inconfundível construção geométrica abstracionista. Na capital fluminense, o Museu de Arte do Rio (MAR) exibe 24 trabalhos criados entre 1959 e 1962 que fazem parte de acervos de diversas instituições e colecionadores. A mostra Pinturas Cegas também termina em 2 de fevereiro. Instituto Tomie Ohtake: de terça a domingo das 11h às 20h, na Av. Faria Lima, 201. No Museu de Arte do Rio: de terça a domingo, das 10h às 17h, na Praça Mauá, 5. Grátis.

Coleção Hemingway

hemingway.jpg

A editora Bertrand Brasil está relançando algumas obras memoráveis do escritor norte-americano Ernest Hemingway. Os clássicos O Velho e o Mar, Paris é Uma Festa e Adeus às Armas já chegaram às livrarias com novo layout. Para fevereiro, está programado o lançamento de O Sol Também se Levanta, que retrata os conflitos e frustrações dos norte-americanos e ingleses que viveram em Paris depois da Primeira Guerra Mundial. Em março sai Por Quem os Sinos Dobram, em que o jovem Robert Jordan, integrante das Brigadas Internacionais contra o franquismo na Guerra Civil Espanhola, recebe a missão de dinamitar uma ponte. Preços sob consulta.

Diversão de antigamente

ideias.jpgNo lugar de tablets, celulares e computadores, livro. A opção pode até parecer sem graça para uma parcela das crianças “superconectadas”. Mas Katia Canton prova que muitas brincadeiras que nunca saem de moda não perdem nada para os jogos eletrônicos. Em Fabriqueta de Ideias (Companhia das Letrinhas, 160 págs.) ela traz mais de 80 opções de brincadeiras, acompanhadas de reflexões sobre o mundo das artes plásticas, ecologia, diversidade cultural, língua e literatura. Uma obra que propõe diversão e também reflexão sobre a vida que levamos. R$ 40.

Leia também

Últimas notícias