meio ambiente

Computadores de cabeça quente

Informática responde por 2% da emissão mundial de CO2. Se nada for feito, emissões ainda crescerão

sxc
pc

Desde seu surgimento os computadores ficaram menores e mais velozes. Mas toda essa rapidez teve como resultado máquinas com alto consumo energético, que ao funcionar precisam ser refrigeradas, com maior dispêndio de energia. Uma pesquisa da empresa de consultoria Gartner Group revela que a área de tecnologia da informação já é responsável por 2% de todas as emissões de CO2 (dióxido de carbono) na atmosfera e, caso nada seja feito, essas emissões tendem a crescer de 5% a 10% ao ano. Segundo Marcel Saraiva, gerente de produtos da Intel para servidores na América Latina, foi em 2005 que a indústria da informática despertou para o grande consumo de eletricidade dos computadores. “Para cada real gasto com energia, precisava de outro real de energia para a refrigeração dos equipamentos.” A preocupação começou nas grandes empresas. Um computador doméstico consome pouca energia se comparado ao gasto total de uma casa. Mas, se pensarmos na enorme quantidade de computadores espalhados pelas casas do Brasil e do mundo todo, a conta muda de figura.

Até poucos anos atrás um artigo de luxo, o computador pessoal se tornou comum nas residências. Nos EUA, em 2006, foram vendidos mais PCs do que aparelhos de televisão. Os impactos ambientais da produção, compra, uso e descarte de computadores cada vez mais entram na ordem do dia.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, a estimativa é que as vendas de PCs para o mercado brasileiro tenham atingido 10,1 milhões de unidades em 2007, aumento de 23% em relação a 2006. Para os notebooks, é estimado um crescimento de 211% e vendas de 2,1 milhões de unidades. Os preços caíram 14% nos últimos seis anos, segundo a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos. A entidade calcula que 19% dos lares brasileiros têm um microcomputador. A média é superior à mundial, de 17%. Nos EUA, 80% das residências estão equipadas com microcomputadores.

O Brasil possui 40 milhões de computadores em uso corporativo e doméstico, de acordo com pesquisa do Centro de Tecnologia da Informação Aplicada da Fundação Getulio Vargas de São Paulo. O mesmo relatório estima que em 2010 o país terá 60 milhões de computadores.

Dicas

1. Use seu computador sempre que necessário, mas apenas o necessário. É um equipamento que consome energia elétrica, cuja produção emite gases de efeito estufa e contribui para o aquecimento global.

2. Desligue o PC quando não estiver em uso. Sempre que se ausentar por mais de meia hora, vale a pena desligar o computador. No decorrer de um ano, a economia durante uma hora de almoço/dia será de 60 kwh, ou 18 quilos de CO2 a menos.

3. Desligue o monitor quando for deixá-lo inativo por mais de 15 minutos..

4. Configure o computador para economizar energia. No Windows, acesse, no menu Iniciar, “Painel de Controle/ Vídeo/ Proteção de Tela”. Lá é possível definir esquemas de consumo de energia.

5. Desligue o computador e todos os periféricos da tomada quando não estiverem em uso.

6. Diga não ao lixo eletrônico. Não envie desnecessariamente spams e correntes que congestionam caixas postais e poluem o mundo on-line, levando a um uso mais intenso e desnecessário dos computadores.

7. Se seu computador quebrar, pense em consertá-lo, em vez de trocá-lo por um novo. Segundo a Universidade das Nações Unidas (UNU), um computador comum pesa 24 quilos em média, e emprega ao menos dez vezes seu peso em combustíveis fósseis.

8. Não se deixe fascinar pelas novidades. O melhor computador é aquele que atende às suas reais necessidades e pode não ter nada a ver com o computador cuja publicidade afirma ser o melhor.

9. Pesquise e conheça os equipamentos que consomem menos energia. Compare o consumo dos aparelhos antes de comprar. Normalmente, equipamentos que gastam menos eletricidade têm o logotipo da Energy Star.

10. Se for preciso comprar um novo monitor, dê preferência aos de cristal líquido (LCD), em lugar dos monitores de tubo (chamados CRT).

11. Se estiver mesmo decidido a comprar um novo computador, cuide para que o velho não vá parar no lixão. Você pode doá-lo para algum parente ou amigo. Ou entregá-lo a entidades que reaproveitem suas partes.

Texto produzido e cedido pelo Instituto Akatu pelo Consumo Consciente
www.akatu.com.br