Você está aqui: Página Inicial / Rádio / Programas / Jornal 2009-2016 / 2012 / 05 / Senador Paulo Paim confirma que matador de ativistas na ditadura militar terá proteção policial
Agora
No Dial FM: 93,3 (litoral paulista) 98,9 (grande São Paulo) 102,7 (noroeste paulista)

Senador Paulo Paim confirma que matador de ativistas na ditadura militar terá proteção policial

O senador Paulo Paim, do Partido dos Trabalhadores, confirmou que o ex-matador confesso e ex-delegado do DOPS do Espírito Santo, Cláudio Guerra, terá proteção policial. O ex-torturador, prestou depoimento para o livro " Memórias de Uma Guerra Suja", de autoria dos jornalistas Marcelo Neto e Rogério Medeiros e citou alguns nomes de desaparecidos políticos, mortos em circunstâncias ainda desconhecidas, durante o regime militar. Guerra é considerado um "arquivo vivo" e sofreu um atentado na madrugada da última quarta-feira. O depoimento dele é considerado de grande importância para registro dos crimes cometidos durante o período militar. Ele deverá depor para a Comissão de Direitos Humanos e Comissão da Verdade, nos próximos dias. Entrevista Ana Aragão.