‘Dilmasia’ ganha comitê e panfletos em Minas

Chapa heterodoxa, com Dilma Rousseff à Presidência e Anastasia ao governo, ganha mais força com investimento do PSB mineiro

São Paulo – Os mais recentes números do Ibope em Minas Gerais mostram que o fenômeno Dilmasia – voto do mesmo eleitor em Dilma Roussef (PT) para a presidência e Antonio Anastasia (PSDB) para governador do estado – ganhou força. A opção de voto tem o apoio declarado do PSB, partido do prefeito de Belo Horizonte Mario Lacerda. A legenda inaugurou na terça-feira (14) um comitê eleitoral de apoio à modalidade, com direito a material publicitário próprio.

No começo da semana, o Ibope apontou que Anastasia tem nove pontos de vantagem sobre Helio Costa (41% contra 32%). Enquanto isso, Dilma tem 52% contra 23% de Serra no estado. O crescimento do candidato à reeleição indica que ganha o apoio o “Dilmasia” ou “Anastadilma”.

O presidente do PSB em Belo Horizonte, João Marcos Lobo, explica que o partido sempre apoiou o governo Lula, em nível nacional, e a administração Aécio, regionalmente. “Por uma questão de coerência mantemos o mesmo apoio, nos dois níveis”, disse à Rede Brasil Atual.

Para Lobo, a adesão popular ao Dilmasia segue a mesma lógica. “O povo mineiro aprova as gestões federal e estadual nos últimos oito anos, apesar das diferenças no campo ideológico. A boa votação de Dilma e Anastasia mostra isso”, acredita.

O comitê de campanha do PSB-MG opera em favor da chapa heterodoxa. Foram lançados dois panfletos em que Lacerda manifesta seu apoio aos candidatos. Embora os materiais sejam impressos separadamente, a distribuição ocorre conjuntamente. Em um, o prefeito da capital apoia Aécio Neves (PSDB) ao Senado, e Anastasia ao governo. No outro, recomenda voto em Dilma à Presidência e Fernando Pimentel (PT), ao Senado.

Em 2008, na disputa pela prefeitura de Belo Horizonte, Pimentel e Aécio articularam a candidatura de Lacerda, que se sagrou vitorioso. O desempenho é considerado um marco pelo PSB em relação à possibilidade desse tipo de vínculo.