Denúncia

CUT entrega ao presidente da Câmara estudo sobre ‘destruição’ causada pela Lava Jato

Sindicalistas levarão documento a outras autoridades, mostrando que operação foi prejudicial ao país

CUT
Sindicalistas entregam cópia de documento a Lira: 'Para que não se repita'

São Paulo – O presidente da CUT, Sérgio Nobre, entregou nesta quinta-feira (18) ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), estudo elaborado pelo Dieese sobre os efeitos da Operação Lava Jato na economia brasileira. O encontro foi presencial, em Brasília. Segundo o dirigente da central, foi formado um grupo tripartite, “com participação sindical, para criar instrumentos e regramentos que impeçam que essa destruição se repita”.

O estudo foi divulgado na última terça (16). Os técnicos do Dieese identificam perda de 4,44 milhões de empregos de 2014 a 2017. Consequência da perda de investimentos no país, superior a R$ 172 bilhões, principalmente da Petrobras. No mesmo período, a economia teria encolhido o equivalente a 3,6% do PIB.

Os sindicalistas pretendem entregar o documento ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e aos ministros do Supremo Tribunal Federal. Pesquisadores estão escrevendo um livro com detalhes do estudo e outras análises.

Reforma administrativa

O relator da Proposta de Emenda à Constituição 32/20, a PEC da “reforma” administrativa, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputado Darci de Matos (PSD-SC), quer marcar audiência pública na semana que vem, com representantes dos servidores. Ele reafirmou que pretende entregar seu parecer no dia 30.

“Meu desejo é realizar uma audiência pública na semana que vem, com representantes dos servidores, com representantes do setor produtivo, com juristas, para gente aprofundar o debate”, declarou o parlamentar, segundo a Agência Câmara. Ele já se reuniu com o ministro Paulo Guedes.


Leia também


Últimas notícias