Sem retrocesso

Bancada do PT apoiará candidato do MDB à presidência da Câmara contra Bolsonaro

Decisão foi dividida. Partido afirma que aliança se dá, apesar das divergências políticas, para enfrentar “agenda de retrocesso” do governo

Luis Macedo/Agência Câmara
Baleia Rossi, do MDB paulista, tem apoio de 11 partidos

São Paulo – A bancada do PT na Câmara, a maior do parlamento (54 integrantes), decidiu apoiar o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Casa, com base em compromissos com os partidos de oposição, diz a legenda, em nota. Segundo os petistas, esses compromissos “têm o sentido de enfrentar a agenda de retrocessos pautada pelo governo” e defender a democracia. O partido ressalta as divergências, mas afirma que a aliança é necessária para derrotar as pretensões de Jair Bolsonaro de “controlar” a Câmara.

A eleição deve ocorrer no início de fevereiro, provavelmente no dia 2, daqui a quatro semanas. Baleia Rossi é o candidato do bloco liderado pelo atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Esse bloco agora inclui 11 partidos (PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede), que, somados, teriam número suficiente de votos, desde que a adesão seja unânime. O adversário é o líder do PP, Arthur Lira (AL), do chamado Centrão, grupo de direita, apoiado por Bolsonaro.

A decisão interna no PT foi dividida. Enquanto 27 deputados optaram pelo apoio a Baleia Rossi, outros 23 queriam que o partido continuasse a discutir o assunto.

Processo histórico

“O PT tem bastante claro que a aliança com partidos dos quais divergimos politicamente, ideologicamente e ao longo do processo histórico se dá exclusivamente em torno da eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, não se estendendo a qualquer outro tipo de entendimento, muito menos às eleições presidenciais”, diz a nota, assinada pelo líder da bancada, Ênio Verri (RS) e pela presidenta nacional do partido, a também deputada Gleisi Hoffmann (PR).

Além da presidência, a eleição para mesa diretora inclui 10 cargos. São duas vices, quatro secretarias e quatro suplências.

Confira a íntegra da nota.

bancada do PT na Câmara dos Deputados deliberou nesta tarde apoiar o candidato do bloco formado por 11 partidos políticos, deputado Baleia Rossi (MDB-SP), a partir de compromissos firmados pelo candidato com os partidos de oposição (PTPSBPDTPCdoB e Rede), em defesa da democracia, da independência do Poder Legislativo e de uma agenda legislativa que contemple direitos essenciais da população, dentre os quais destacamos:

Lutar pelos direitos do povo brasileiro, pautando projetos que garantam efetivamente o direito à vida e à saúde, por meio do adequado enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, garantindo:

– o acesso universal à vacina;
– a renda emergencial e/ou a ampliação do Bolsa Família;
– a geração de emprego e o fim do arrocho salarial;
– a segurança alimentar, com apoio à agricultura familiar e assentamentos da Reforma Agrária, garantindo comida barata ao povo;
– tributos sobre a renda dos mais ricos;
– defesa dos direitos das classes trabalhadoras, com liberdade para organização e modernização de entidades sindicais.

Compromissos

Os compromissos apresentados ao candidato Baleia Rossi pelas bancadas do PT e dos demais partidos de oposição têm o sentido de enfrentar a agenda de retrocessos pautada pelo governo de extrema-direita no campo dos direitos humanos e dos direitos constitucionais, e em defesa do estado democrático de direito e da soberania nacional.

O PT entende que esta aliança é necessária para derrotar as pretensões de Jair Bolsonaro de controlar a Câmara dos Deputados e, neste sentido, destacamos o compromisso de que serão utilizados todos os instrumentos do Poder Legislativo, como a instalação de CPIs, a convocação de autoridades, a edição de decretos legislativos, o exame e resposta institucional a todos os crimes praticados por autoridades do executivo, inclusive o presidente da República.

O PT tem bastante claro que a aliança com partidos dos quais divergimos politicamente, ideologicamente e ao longo do processo histórico se dá exclusivamente em torno da eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, não se estendendo a qualquer outro tipo de entendimento, muito menos às eleições presidenciais.

O PT continuará lutando, dentro e fora do parlamento, pela soberania nacional, contra as privatizações de empresas estratégicas ao desenvolvimento, contra a agenda neoliberal que compromete o presente e o futuro do país, em defesa dos direitos dos trabalhadores, pelo impeachment de Jair Bolsonaro e pelo resgate dos direitos políticos e cidadãos do ex-presidente Lula.

Brasília, 4 de janeiro de 2021

ENIO VERRI, líder do PT na Câmara dos Deputados
GLEISI HOFFMANN, presidenta nacional do PT


Leia também


Últimas notícias