por mudança

Segundo turno em Teresina elege Dr. Pessoa (MDB) prefeito

Dr. Pessoa teve apoio do PT. do governador Wellington Dias, no segundo turno em Teresina e promete governo voltado para a população mais vulnerável

divulgação
Desde a redemocratização (1985) a cidade teve oito mandatos do PSDB que, agora, perde sua hegemonia

São Paulo – O prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), confirmou o favoritismo apresentado nas pesquisas de intenções de voto. O político obteve 62,31% dos votos válidos, contra 37,69% de seu opositor, Kleber Montezuma (PSDB). No cenário dos votos totais, as abstenções na cidade atingiram 24,79% do eleitorado.

Pessoa rompeu com a esperada sucessão tucana. Até então, a capital do Piauí era comandada por Firmino Filho. O político do PSDB ocupou a chefia do Executivo municipal por dois mandatos. Desde a redemocratização (1985) a cidade teve oito mandatos do PSDB que, agora, perde sua hegemonia.

Para o povo

Dr. Pessoa tem como um de seus principais projetos de governo a criação de uma plataforma assistencial na cidade. O programa “Teresina Acolhedora” tem como objetivo, dentro do programa de governo do prefeito eleito, a atenção à população mais vulnerável da capital.

“A assistência social do município sofre pela falta de recursos regulares para realização de suas ações em virtude, principalmente, da ausência de uma política pública de promoção contínua e permanente que assegure o planejamento anual da pasta, como acontece na educação e saúde. Falta sensibilidade da atual gestão para amparar e fortalecer essa área”, explicou em entrevista realizada na quarta-feira (27) para o periódico local Meio Norte.

Apoios

O prefeito eleito contou com o apoio de duas legendas que tiveram votação expressiva no primeiro turno. Do PT, de Fábio Novo, que reuniu 11,50% do eleitorado, e do PL de Fábio Abreu, que obteve apoio de 7,02% dos teresinenses.

O PT é uma força política potente no estado. O governador, Wellington Dias, conta com grande aprovação dos piauienses. Ao declarar apoio à Pessoa, o partido divulgou uma nota. “O candidato (Pessoa) se alinha ao sentimento de mudança, expressado no domingo passado, quando 71,11% dos teresinenses que foram às urnas, votaram contra o modelo administrativo da capital que perdura há 34 anos.”

Abreu, por sua vez, também exigiu mudanças para declarar apoio. “Chegamos à conclusão de que o nome que vamos apoiar é do Dr. Pessoa. Tive a oportunidade de conversar com ele pela manhã, explicando o que quero da parte dele, que são as mudanças que Teresina precisa. Foi o único pedido ao Dr. Pessoa, que cuide de Teresina, que faça uma Teresina diferente, porque como deputado federal, eu estou à disposição do município”, disse o político, em nota à imprensa.