Virada sob suspeita

São Gonçalo, segundo maior colégio eleitoral do Rio, elege Capitão Nelson (Avante)

Nelson é militar reformado e virou a disputa acirrada em campanha marcada por grande quantidade de denúncias de mentiras e fake news.

Divulgação
A vitória em São Gonçalo é marcante, já que a cidade é o maior colégio eleitoral do estado do Rio de Janeiro

São Paulo – São Gonçalo teve como vencedor no segundo turno das eleições 2020, Capitão Nelson (Avante). O prefeito eleito obteve 50,79% dos votos, ante de 49,21% de seu opositor, Dimas Gadelha (PT). Já a maior cidade do norte fluminense, Campos dos Goytacazes, elegeu Wladimir Garotinho (PSD), com 52,40% dos votos válidos A disputa foi contra Caio Viana (PDT) que conquistou 47,60% do eleitorado local.

A vitória em São Gonçalo é marcante, já que a cidade é o maior colégio eleitoral do estado do Rio de Janeiro depois da capital. A campanha de Capitão Nelson foi marcada por uma grande quantidade de denúncias de mentiras e fake news.

Relatos dão conta de carros de som divulgando fake news pela cidade, além de um jornal gratuito com mentiras. Os advogados de Gadelha já ingressaram com várias denúncias na Justiça Eleitoral contra a campanha que acabou vitoriosa. Uma das mentiras mais propagadas ligava Gadelha à FlordeLis (PSD), deputada ligada a escândalos e crimes diversos. Entretanto, o partido dela, ao contrário, apoiou o prefeito eleito, Capitão Nelson.

Nelson é militar reformado e virou a disputa acirrada contra Gadelha. O petista foi o vencedor no primeiro turno. Ele contou com apoio de políticos influentes de cidades vizinhas, como Washington Quaquá (PT), de Maricá, e Rodrigo Neves (PDT), de Niterói.