Grande São Paulo

Rogério Lins é reeleito no primeiro turno em Osasco

Atual prefeito foi preso por suposto envolvimento em um esquema de fraudes na contratação sem concurso público de centenas de servidores

Divulgação
Prefeito de uma das mais importantes cidades da Grande São Paulo, preso em 2016, foi reeleito neste 15 de novembro

São Paulo – A eleição em Osasco, região Oeste da Grande São Paulo, foi decidida em primeiro turno. Com 60,93% das urnas apuradas, o atual prefeito, Rogério Lins (Podemos), já foi virtualmente reeleito, com 61,28% dos votos válidos. Dr Lindoso, do Republicanos (19,76%) vem em seguida. Ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza (PT) aparece com 13,19%, seguido por Simony dos Anjos (PSOL), com 4,51%.

Quando recém-eleito, em 2016, Lins foi preso e solto no início do ano seguinte. Sua prisão se deu por suposto envolvimento em um esquema de fraudes na contratação sem concurso público de centenas de servidores “fantasmas” na Câmara, segundo matéria do jornal O Estado de S. Paulo na época.

A cidade

O município de Osasco é famoso pela importante atividade econômica nos setores industrial, comercial e de serviços, e tem cerca de 698 mil habitantes. O Sindicato dos Metalúrgicos é a uma entidade que representa milhares de trabalhadores da indústria e até hoje é símbolo de militância na cidade.

Osasco tem 567.361 eleitores aptos a votar nas eleições deste ano. Os dados constam do Censo Eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o levantamento, 53,2% dos eleitores osasquenses são mulheres e 46,7% são homens.


Leia também


Últimas notícias