Largada

Ibope: Covas tem 47% e Boulos, 35% das intenções de voto no 2º turno em São Paulo

Doze pontos separam Boulos de Covas no segundo turno em São Paulo. Em simulação Ibope antes do primeiro turno, diferença era de 27 pontos

Divulgação
Prefeito e candidato à reeleição pelo PSDB, Bruno Covas, e o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, disputam segundo turno da eleição municipal em São Paulo

São Paulo – Pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo de intenções de voto na disputa para a prefeitura de São Paulo divulgada hoje (18) mostra o candidato Guilherme Boulos (Psol) a 12 pontos percentuais de Bruno Covas (PSDB), que lidera a corrida. O tucano, candidato à reeleição, aparece com 47% da preferência do eleitorado. Boulos está com 35%. O levantamento mostrou ainda 4% de indecisos e 14% que declararam votar nulo ou em branco.

Se fossem considerados apenas os votos válidos (excluídos brancos, nulos e indecisos), a contagem é de 58% para Covas, contra 42% para Boulos. Nesse caso a diferença sobre para 16 pontos percentuais. O Ibope aponta ainda que 78% dos entrevistados afirma ser sua decisão definitiva, contra 21% que responderam ainda poder mudar o voto. Não souberam ou não responderam a essa questão 1% dos ouvidos.

Isso equivale a dizer que um em cada cinco eleitores afirma ainda poder mudar a opção de voto, enquanto os demais pretendem manter sua decisão.

Outras pesquisas

Antes da votação para o primeiro turno, cenários testados por Ibope e também pelo Datafolha apontavam que, num segundo turno disputado pelos dois candidatos para a prefeitura de São Paulo, Covas seria eleito por 27 pontos de diferença: 53% a 26% respectivamente.

Outra pesquisa divulgada hoje, pela XP-Ipespe, apontava distância maior entre os candidatos: 16 pontos percentuais.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 16 e 18 de novembro e foram entrevistados 1.001 eleitores. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo sob o protocolo SP-05645/2020.

O Ibope informou que a equipe de pesquisadores usou equipamentos de proteção para minimizar o risco de contaminação pelo coronavírus.


Leia também


Últimas notícias