Mais em Minas

Margarida Salomão, do PT, é a nova prefeita da cidade mineira de Juiz de Fora

A petista e seu vice, o vereador Kennedy Ribeiro (PV), receberam 54,98% dos votos na disputa de segundo turno

Reprodução
Deputada federal desde 2013, Margarida foi candidata pelo PT à prefeitura de Juiz de Fora em 2008, 2012 e 2016, chegando sempre ao segundo turno

São Paulo – A nova prefeita de Juiz de Fora (MG) é a deputada federal Margarida Salomão (PT). Ela e seu vice, o vereador Kennedy Ribeiro (PV), receberam 54,98% dos votos na disputa com Wilson Rezato (PSB) e seu vice, o coronel da reserva da Polícia Militar, Alexandre Nocelli (DEM). Eles tiveram 45,02% dos votos. Brancos e nulos somaram 9,62% dos votos. As abstenções chegaram a 29,12%.

Outra grande cidade mineira, Contagem, escolheu a deputada estadual petista Marília Campos para a prefeitura.

A nova prefeita

Margarida Salomão é professora emérita da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde foi reitora. Tem doutorado e pós-doutorado pela Universidade da Califórnia, em Berkeley. Deputada federal desde 2013, foi candidata pelo PT à prefeitura de Juiz de Fora em 2008, 2012 e 2016, chegando sempre ao segundo turno.

Agora eleita, a prefeita Margarida Salomão pretende focar em um modelo de gestão com soluções regionalizadas para os diversos problemas da cidade, ouvindo a opinião da população, de forma participativa. Promete estabelecer uma política de integração entre forças policiais e a Guarda Municipal e democratizar o acesso aos espaços públicos. A ideia é ter praças ocupadas com esporte, lazer, cultura. Na educação, quer fortalecer cursinhos populares para contribuir com a formação dos jovens. Compromete-se, ainda, com a recriação do Instituto de Pesquisa e Planejamento de Juiz de Fora (Ipplan) para tratar do desenvolvimento urbano. A realização de concurso público para a contratação de novos professores também está entre seus compromissos.

Zona da Mata

A nova prefeita assume uma cidade que deve fechar o ano com um déficit de R$ 150 milhões nos cofres públicos. A intenção, segundo ela, é fazer uma auditoria nas contas e melhorar a capacidade de arrecadação, além de gastar melhor, com o fomento ao desenvolvimento da cidade e uma política fiscal eficiente.

Com cerca de 569 mil habitantes (IBGE) – dos quais 410.339 eleitores –, Juiz de Fora fica na Zona da Mata Mineira, a cerca de 280 quilômetros da capital, Belo Horizonte. Os principais setores da economia da cidade são serviços, comércio e a indústria de transformação.

Juiz de Fora é a cidade onde o atual presidente Jair Bolsonaro tomou uma facada, durante a campanha eleitoral, em 2018. Adélio Bispo de Oliveira confessou ser o autor do atentado e permanece preso até hoje. Em depoimento à Polícia Federal e psiquiatras do presídio federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Adélio disse ter participado de manifestações contra o PT e que cogitava se filiar à direita antes do atentado.