Capital do Sergipe

Edvaldo Nogueira (PDT) e Delegada Danielle (Cidadania) no segundo turno da eleição em Aracaju

Com 71% das urnas apuradas, pedetista recebeu 44,7% dos votos e a delegada, 21,6%. Ambos disputam novo pleito, dia 29

Reprodução
Edvaldlo e Delegada Danielle decidem a eleição no segndo turno, dia 29

São Paulo – Será definida em segundo turno, no próximo dia 29, a eleição para a prefeitura de Aracaju. Com 70,89% dos votos apurados, o prefeito Edvaldo Nogueira, eleito pelo PCdoB em 2016 e agora candidato pelo PDT, lidera a corrida, com 44,67% dos votos válidos. Sua vice é a também delegada Katarina Feitosa (PSD). Em segundo, vem a Delegada Danielle Garcia (Cidadania) e seu vice, o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) A chapa obteve 21,6% dos votos até aqui . É a primeira vez que Danielle participa de uma disputa eleitoral.

Também participaram da eleição para a prefeitura da capital do Sergipe o empresário e deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB), que soma 10,98% dos votos. Candidato do PT, o ex-deputado federal Márcio Macedo tem 9,57%. Georlize Teles (DEM), com 4,10%; Alexis Pedrão (Psol), com 3,39%; Lúcio Flávio (Avante), 4,88%.

Almeida Lima (PRTB), Juraci Nunes (PMB), Gilvaní Santos (PSTU) e Delegado Paulo Márcio (DC) não atingiram 1%. Votos brancos e nulos somaram 13,26%. As abstenções chegaram a 25,35% na eleição em Aracaju.

No dia 6 de janeiro de 2020, o prefeito da capital de Sergipe anunciou sua desfiliação do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). A decisão foi comunicada em nota nas redes sociais, depois de se reunir com a direção estadual do partido.

Qualidade de vida

A bela Aracaju abriga uma população de cerca de 650 mil habitantes. Uma das menos populosas capitais nordestinas, tem lindas praias e uma localização privilegiada, o que a torna ponto estratégico como centro turístico, urbano, econômico, cultural e político.

Apontada pelo IBGE como a capital com menor desigualdade da região Nordeste do Brasil, Aracaju é tida também como a de hábitos de vida mais saudáveis do país. Além disso, é exemplo nacional no uso de ciclovias para deslocamento urbano.

É também considerada uma das capitais com os mais baixos custos de vida do país. Tanto que focou suas ações turísticas na criação de hostels, os alojamentos coletivos que fazem sucesso mundo afora, especialmente entre os mais jovens.


Leia também


Últimas notícias