Neste sábado

Ato em defesa da soberania nacional vai marcar aniversário da Petrobras

Articulação em defesa da soberania nacional, contra privatizações, conta com os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, que participam do ato

arquivo/ebc
Além de ato virtual, manifestantes devem se reunir (respeitando o isolamento social) em frente ao prédio da Petrobras, no Rio de Janeiro

São Paulo – Autoridades políticas, lideranças dos movimentos sociais e sindical, além de artistas e intelectuais promovem no sábado (3) um dia nacional de luta em defesa do patrimônio do povo brasileiro. A data marca o aniversário de 67 anos da Petrobras. Destaque para o “Ato Virtual pela Soberania Nacional”, às 15h, além de manifestação presencial em frente ao prédio da estatal, no centro do Rio de Janeiro.

Entidades como a Frente Brasil Popular e o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas transmitem o ato via YouTube e Facebook. A coordenadora do comitê, Maria Rita Serrano, participa do encontro, que também contará com a presença dos deputados federais Marcelo Freixo (Psol-RJ), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), do ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) e dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff (PT). Outras lideranças sindicais e políticas são esperadas.

“O objetivo, além de comemorar o aniversário da empresa, é destacar a necessidade de defesa da soberania nacional, das estatais, do funcionalismo público, da saúde e da educação pública e contra a reforma administrativa”, afirma, em nota, o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas.

“A Petrobras comemora neste sábado, 3 de outubro, 67 anos. E a data não vai passar sem que a empresa pública seja valorizada e defendida, frente às tantas ameaças de privatização que vem sofrendo nos últimos anos”, completa.

Cartaz do ato de sábado (3)