A era Bolsonaro

Livro analisa o Brasil e seu ‘presidente de extrema-direita alucinado’

Segundo Maria Inês Nassif, Bolsonaro é “um inconteste comandante de um exército de enlouquecidos, extasiados pela possibilidade de ascensão ao poder”

Reprodução/Facebook
Presidente é "atormentado por delírios paranoicos", afirma prefaciadora da obra

São Paulo – A editora Tirant Lo Blanch e o Instituto Declara colocaram no ar, para download gratuito, o e-book Relações Indecentes. Coordenada por Wilson Ramos Filho, Mírian Gonçalves, Maria Inês Nassif e Hugo Melo Filho, a obra analisa os fatos revelados pela série que ficou conhecida como “Vaza Jato”, do The Intercept Brasil, e reúne textos de 23 autores de várias áreas de atuação, como juristas, economistas, ex-ministros, jornalistas e sociólogos.

Um dos temas são as relações entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro. O e-book se divide-se em “eixos”, segundo a professora Elika Takimoto, uma das autoras: a subversão do direito, o poder de destruir um país, o poder de destruir pessoas, aliança com a mídia e o uso da religião.

A jornalista Maria Inês Nassif é autora do prefácio. “Bolsonaro tem cumprido rigorosamente o que prometeu. A destruição é a marca do governo de extrema-direita cujo advento coroa uma articulada ação reacionária, pacientemente construída desde a eleição do primeiro presidente de esquerda no Brasil, o petista Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002”, escreve.

Delírios paranoicos

De acordo com ela, “o protagonista da solução final é um presidente de extrema-direita alucinado, atormentado por delírios paranoicos, avesso a qualquer traço de humanidade e um inconteste comandante de um exército de enlouquecidos, extasiados pela possibilidade de ascensão ao poder”.

A prefaciadora comenta a Lava Jato, que atualmente está em decadência e é objeto de mais um escândalo, dessa vez a revelação de sua parceria com o FBI, a partir de reportagem do Intercept e da Agência Pública. Segundo Maria Inês, a operação cujo comando funciona em Curitiba “prometia acabar com a corrupção do país”, mas acabou se mostrando “apenas um instrumento político das elites brasileiras, encerrada em si mesma”.

A Lava Jato, diz, “não existe para além da armação destinada a tirar o PT do poder, encarcerar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e permitir a ascensão da direita”.

Os 23 textos de Relações Indecentes abordam temas como a imprudência inconstitucional, os efeitos da operação Lava Jato na economia brasileira, as ironias de procuradores com a morte de Marisa Letícia, o reposicionamentos dos “jornalões” brasileiros com a Vaza Jato, entre outros.

O download está disponível neste link. Confira quem são os 23 autores da obra:

Jessé de Souza
Eugenia Gonzaga
Luís Nassif
Pedro Pulzatto Peruzzo
Vinicius Gomes Casalino
Lênio Streck
José Cardoso
Marco Aurélio de Carvalho
Tânia Oliveira
Mariana Velloso
Rosa Maria Marques
Marília Guimarães
Elika Takimoto
José Geraldo
Everaldo Gaspar de Andrade
Cristiane Cordeiro
Simone Schreiber
Franklin Martins
Bia Barbosa
Marcelise Azevedo
Rute Noemi Souza
Hugo Melo Filho
Anjuli Tostes