Até aliados do presidente

Senadora e deputado estão com a covid-19, que também atingiu cinco governadores

Outro que contraiu o vírus foi o presidente da Anvisa, que havia participado de ato pró-Bolsonaro

Reprodução
Governador Paulo Câmara informou sobre a doença em vídeo e publicou seu exame

São Paulo – A pandemia de coronavírus tem atingido também personagens do mundo político, como nesta terça-feira (19), quando o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que Mara Gabrilli (PSDB-SP) está com a covid-19. Ontem, o deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) informou por rede social que também havia contraído a doença.

Também ontem, dois governadores anunciaram que haviam tido a confirmação de que estavam com a covid-19: Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco – que tornou público o seu exame –, e Antonio Denarium (PSL), este último um aliado de Jair Bolsonaro. Antes deles, haviam sido infectados Helder Barbalho (MDB), do Pará, Renan Filho (MDB), de Alagoas, e Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro.

No Senado, Alcolumbre leu carta encaminhada por Mara Gabrilli, que desde o início da pandemia permanece em seu apartamento, em São Paulo. De acordo com a parlamentar, é possível ter contraído o vírus de uma de suas cuidadoras, também com a covid-19 e cuja mãe faleceu na semana passada.

A favor do lockdown

“É preciso alertar para o fato de que eu, senadora da República, com todos os cuidados tomados, não consegui ficar imune à doença. Imaginem quantos brasileiros, espalhados por todo o Brasil, não estão passando pela mesma situação. São pessoas que precisam de um familiar ou um cuidador profissional para se alimentarem, se locomoverem e se higienizarem”, afirmou. Ela permanecerá em isolamento e se afastará das atividades parlamentares durante 14 dias.

Já Zarattini publicou que foi infectado “mesmo com todos os cuidados e o isolamento social”. Ele acredita que isso tenha acontecido “numa ida rápida ao supermercado”. O deputado disse estar bem e se cuidando. “Redobre os cuidados! Se puder, fique em casa!”, recomendou.

Hoje (19), ele publicou um tuíte para comentar que o estado de São Paulo vivia um dia triste com “recorde” de mortos, já ultrapassando 5 mil. E dirigiu a mensagem ao governador João Doria e ao prefeito da capital, Bruno Covas, ambos do PSDB. “Covas e Doria precisam ter coragem pra decretar o lockdown e assim impedir que esse cenário trágico se prolongue”, escreveu.

Ainda em Pernambuco, nesta terça-feira (19) o governo estadual confirmou que a covid-19 atingiu outros dois nomes da equipe. O chefe de gabinete do governador, Milton Coelho, e o próprio secretário de Saúde, André Longo, foram infectados.

A doença atinge ainda autoridades que participaram de atos pró-Bolsonaro. Caso do presidente substituto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Torres, que confirmou a informação em vídeo enviado à Câmara. Em 15 de março, ele esteve em ato na Esplanada dos Ministérios.