Direita dividida

Apoiadores de Bolsonaro e Moro se enfrentam na sede da PF. ‘Que cena patética’, diz Boulos

Início de conflito em Curitiba ocorreu entre apoiadores que aguardavam chegada de Moro para prestar depoimento contra Bolsonaro

Reprodução / Bem Paraná
Apoiadores de Moro e Bolsonaro se enfrentam: política movida pelo sentimento de ódio

São Paulo – O depoimento do ex-ministro da Justiça Sergio Moro na sede da Polícia Federal em Curitiba, no mesmo prédio em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi mantido preso por 580 dias, rendeu imagens na manhã deste sábado (2) que permitem antever um racha na base eleitoral das forças conservadoras do país, depois que Moro deixou o governo de Jair Bolsonaro.

Grupos de manifestantes que apoiam Moro e Bolsonaro tiveram um início de conflito e as imagens dominaram as redes sociais. “Que cena patética! Apoiadores de Bolsonaro e Moro se enfrentam na porta da PF em Curitiba. Parece briga de irmãos gêmeos querendo provar que não se parecem…”, afirmou o ex-candidato à presidência pelo Psol e coordenador do MTST Guilherme Boulos, em sua conta no Twitter.

“Moro vai ser conduzido coercitivamente? Teremos transmissão ao vivo do depoimento? Vai ser interrompido acusado de estar fazendo política? Ou o padrão Lava Jato só vale para os inimigos?”, indagou ainda Boulos.

No conflito entre os apoiadores, um cinegrafista RIC TV, afiliada da TV Record no Paraná, foi agredido. Os manifestantes foram contidos pela polícia.

O depoimento de Moro começou às 14h deste sábado. O ex-ministro teria preparado um dossiê com o histórico de 15 meses de conversas no Whatsapp para provar as denúncias de interferência do presidente Jair Bolsonaro no comando da Polícia Federal.

O inquérito corre no Supremo Tribunal Federal (STF), aberto por iniciativa do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, que quer saber se o ex-ministro fez denúncia caluniosa contra o presidente Bolsonaro.

Confira o vídeo da TV Bem Paraná: