#bolsonaroenlouqueceu

Saída de Moro provoca racha nas redes sociais da direita

Repúdio a Bolsonaro chegou a 70% nas redes sociais, de acordo com estudo da Fundação Getúlio Vargas. Mesmo entre apoiadores tradicionais, choque foi notável

lula marques/reprodução yt
Moro saiu atirando. Em seu discurso de despedida, acusou Bolsonaro de crimes de responsabilidade e também crimes comuns

São Paulo – A saída do ex-juiz responsável pela Lava Jato, Sergio Moro, do Ministério da Justiça provocou uma crise no bolsonarismo das redes sociais. O apoio ao presidente Jair Bolsonaro é uma constante entre internautas mais radicais, além da estrutura de robôs e perfis falsos, evidenciada por investigações da CPMI das fake news. Entretanto, hoje (24), não foi assim.

Sergio Moro era um dos pilares do governo Bolsonaro. Foi ele quem ajudou essa extrema-direita a chegar ao poder, especialmente com suas ações concentradas em opositores de campos progressistas e da esquerda. Agora Moro deixa o Ministério da Justiça. E saiu atirando.

Em seu discurso de despedida, acusou Bolsonaro de crimes de responsabilidade e também crimes comuns, tais como falsidade ideológica e uso do máquina pública em benefício pessoal, além de obstrução da Justiça.

Nas redes, o repúdio a Bolsonaro chegou a 70%, com ampla divisão nas bases da direita, de acordo com pesquisa da Sala de Democracia Digital da Fundação Getúlio Vargas (gráficos abaixo).

O estudo, divulgado nesta sexta-feira (24), apresenta três conclusões básicas: “o apoio nas redes ao ministro (ex) da Justiça e Segurança Pública superou o engajamento gerado em suporte ao então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta – que garantia ampla aprovação por seu trabalho na condução da pandemia do novo coronavírus; a base de direita se apresenta até o momento dividida no tom do debate, embora ainda no mesmo campo, em crescente isolamento do restante da rede; hashtags de apoio a Moro predominam em meio a mais de 1 milhão de tweets em duas horas, com destaque para #bolsonarotraidor e #forabolsonaro”.

Mapa de alcance e interação de postagens no Twitter elaborado pela FGV DAPP

A base da direita é apresentada em azul no gráfico e está dividida.

Divisão na direita sobre saída de Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública