Coronavírus

Governo de São Paulo decreta quarentena em todo o estado

Todo o comércio e serviços não essenciais à população serão fechados por 15 dias, começando na próxima terça (24). Serviços na área de saúde, abastecimento, segurança e limpeza continuam a funcionar

Governo de São Paulo
Quarentena pode ser prorrogada por mais de 15 dias

São Paulo – O governo de São Paulo decretou neste sábado (21) quarentena válida para todo o estado de São Paulo. Isso significa que todo o comércio e serviços não essenciais à população serão fechados por 15 dias, começando na próxima terça-feira (24). Serviços na área de saúde, abastecimento, segurança e limpeza continuam a funcionar, segundo declarou o governador paulista João Doria (PSDB).

Em caráter de excepcionalidade, poderão permanecer abertos hospitais, clínicas médicas e odontológicas, farmácias, supermercados, hipermercados, padarias e açougues, bancas de jornais, lojas de pet shop e transportes. Restaurantes e bares poderão funcionar só com serviço de entrega. A quarentena pode ser prorrogada por mais de 15 dias, de acordo com a evolução da epidemia de coronavírus.

Na coletiva em que foi anunciada a quarentena, o governo também informou que o total de mortos por coronavírus no estado subiu para 15. De acordo com a Secretaria de Saúde, apenas uma pessoa tinha menos de 60 anos, mas tinha problemas de saúde.

No total, são 396 casos confirmados no estado até as 18h de sexta-feira (20), com 34 pacientes internados em UTI em tratamento. São 9 mil casos suspeitos.

O coordenador de Centro de Contingenciamento para o coronavírus em São Paulo, David Uip, fez um apelo para que as pessoas façam doação de sangue. “Eu preciso dar um informe, que preciso de muito apoio de vocês: os nossos bancos de sangue estão praticamente sem sangue. O banco de sangue que tem mais sangue, tem sangue hoje para praticamente uma uma semana.”