Home Política Bolsonaro mente ao dizer que salário mínimo subiu acima de lei implementada no governo Dilma
Pega na mentira

Bolsonaro mente ao dizer que salário mínimo subiu acima de lei implementada no governo Dilma

Se a regra valesse, além dos 4,1% da inflação, piso nacional deveria ser acrescido de mais 1,3%
Publicado por Glauco Faria, para a RBA
15:33
Compartilhar:   
Reprodução

Campanhas das centrais garantiram política de valorização do salário mínimo, que agora foi abandonada

Redação do Sul 21 – O presidente Jair Bolsonaro mentiu nesta quinta-feira (2) ao dizer que o aumento do salário mínimo para 2020 foi “acima do que seria se a lei do PT estivesse em vigor”. A lei orçamentária para este ano aprovada pelo Congresso em dezembro previa que o mínimo deveria ser de R$ 1.031, reajuste de 3,3%. No entanto, como o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi de 4,1%, o governo estabeleceu um reajuste R$ 8 maior, para R$ 1.039.

Em breve conversa com a imprensa nesta quinta, Bolsonaro comentou a medida provisória (MP) que prevê o aumento do salário mínimo. “Eu queria que botassem R$ 10 mil por mês, mas tem de saber de onde vai vir o dinheiro”, disse o presidente. Segundo ele, o reajuste dado “foi acima do que seria se a lei do PT estivesse em vigor”.

No entanto, esta informação é falsa. A Lei nº 12.382, sancionada por Dilma Rousseff em 2011, estabelecia que, entre 2012 e 2015, o salário mínimo seria reajustado pelo índice de inflação do ano anterior mais a variação do PIB de dois anos antes. Com isso, além dos 4,1% da inflação, o salário mínimo deveria ser acrescido de mais 1,3%, que foi o crescimento do PIB em 2018.

No Twitter, a presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, questionou a fala do presidente. “Não se iludam! Não teve aumento para o salário mínimo. O valor de $ 1.039,00 em 2020 considera expectativa de inflação de dezembro (preço da carne) e reposição de 2019, quando o reajuste ficou abaixo da inflação. Se a política do PT fosse mantida, o SM seria de $ 1.053,00”, escreveu a deputada.

Leia também:

Dieese: fim do ganho real para salário mínimo é abandono da ‘visão de civilização’