Home Política Jean Wyllys: improdutividade marca os três primeiros meses de governo Bolsonaro
sem perspectiva

Jean Wyllys: improdutividade marca os três primeiros meses de governo Bolsonaro

Em entrevista à TVT, ex-deputado diz que 'nova era', propagandeada pelo presidente, deixa a desejar, além de não apresentar propostas significativas para dar conta dos problemas do Brasil
Publicado por Redação RBA
09:28
Compartilhar:   
Marcelo Camargo/EBC
3 meses Bolsonaro

“O governo Bolsonaro é um fracasso retumbante e ninguém pode fingir que não sabia que seria um fracasso”, diz o ex-deputado

São Paulo – Na análise do ex-deputado federal Jean Wyllys, os primeiros três meses de governo de Jair Bolsonaro foram improdutivos, como avalia em entrevista ao correspondente internacional da TVT, Flávio Aguiar. Jean Wyllys, que em janeiro precisou deixar o país após receber ameaças de morte de grupos da extrema-direita, acrescenta em sua análise que, na prática, a falta de propostas e iniciativas nesses quase 100 dias de governo não espanta diante de um presidente que não teve compromisso com os debates durante as eleições do ano passado e, segundo o ex-deputado, se elegeu a partir de discursos de ódio e da disseminação de mentiras, as fake news.

A base parlamentar do presidente também foi criticada por Wyllys, que a classifica como um “monstro de três cabeças” formado por Bolsonaro e pelos ministros da Economia e da Justiça e Segurança Pública, respectivamente Paulo Guedes e Sergio Moro, que norteam os dois mais destacados projetos do governo, a “reforma” da Previdência e o pacote anticrime, os quais o ex-deputado classifica como “falácias”.

“O governo Bolsonaro é um fracasso retumbante e ninguém pode fingir que não sabia que seria um fracasso”, ressalta Willys.

Assista à entrevista do Seu Jornal, da TVT