Home Política Lula chega a São Paulo, mas só deve ir a velório após as 11h
Despedida

Lula chega a São Paulo, mas só deve ir a velório após as 11h

Ex-presidente deve sair do aeroporto de Congonhas por volta de 11h10. Tempo de permanência determinado por juíza é de uma hora e meia, segundo reportagem da Rádio Brasil Atual
Publicado por Redação RBA
10:34
Compartilhar:   
Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
velório neto lula

Lula em momento com seu neto Arthur

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou às 8h31 deste sábado (2) no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. No entanto, ele deve sair do local somente por volta das 11h10, já que, de acordo com a decisão da juíza Carolina Lebbos, o ex-presidente poderia permanecer no máximo pelo período de uma hora e meia no velório de seu neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos. O sepultamento está marcado para ser iniciado ao meio-dia. As informações são do repórter da Rádio Brasil Atual Cosmo Silva.  

Lula deixou o prédio da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba às 7h. Filho de Sandro Luis Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com Marisa Letícia, Arthur morreu ontem (1º), no Hospital Bartira, em Santo André, após ter sido internado pela manhã em decorrência de uma meningite meningocócica.

Da sede da Polícia Federal, o ex-presidente foi até o aeroporto de Bacacheri, na capital paranaense e, dali, embarcou em um avião do governo do Paraná, cedido a pedido da Polícia Federal, para viajar até São Paulo. 

No velório, a imprensa registrou presenças como a da ex-presidenta Dilma Rousseff, do ex-prefeito paulistano e candidato à presidência da República em 2018, Fernando Haddad, do ex-presidenciável do Psol, Guilherme Boulos, e do ex-ministros Gilberto Carvalho, Alexandre Padilha e Aloizio Mercadante, entre outros.

Mais cedo, em entrevista à Rádio Brasil Atual, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR) contou que esteve com Lula na tarde de ontem (1º) e falou sobre o estado do ex-presidente

“O presidente está muito triste mesmo. Já convivi com ele, o vi no momento da sua prisão, nas mortes da Marisa e do Vavá, mas dessa vez foi muito pesado. Ele esperava qualquer coisa, mas jamais pensou em algo que envolveria seu neto, o neto que morou com ele”, disse Gleisi.