8 de março

Lula às mulheres: ‘Dia de lembrar exercício de resistência diária’

Ex-presidente disse ainda que data é 'para marcar posição frente àqueles que hoje no poder tentam deslegitimar a luta de quem tem como ideal a igualdade de direitos', fazendo referência a Bolsonaro

Ricardo Stuckert
carta de lula às mulheres

Lula destaca a luta diária das mulheres “desde que vêm ao mundo”

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou hoje (8) carta às mulheres brasileiras, lembrando a data que marca a luta “das mulheres que vivem um exercício de resistência diária, desde o momento em que vêm ao mundo”. A mensagem foi lida por Neudicleia de Oliveira, integrante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e da Vigília Lula Livre.

Lula aproveitou para mandar um recado ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), que trabalha para aprovar no Congresso seu projeto de “reforma” da Previdência. “Dia de marcar posição frente àqueles que hoje no poder tentam deslegitimar a luta de quem tem como ideal a igualdade de direitos, falando de igualdade e do próprio direito a vida das mulheres que lutam para existir”.

Ele ainda reforçou sua resistência aos ataques do atual governo aos direitos e à democracia. “De onde me encontro, sigo em resistência pela construção da sociedade que sonhamos juntos, de um Brasil com oportunidades iguais para todos e todas”.

Democracia

Um dos advogados de Lula, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), visitou o ex-presidente juntamente com Neudicleia. Em entrevista coletiva diante da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, ele destacou a preocupação de Lula com as declarações sobre democracia feitas esta semana por Bolsonaro.

“Ele participou de todo o processo de redemocratização do país e o recado é o seguinte: democracia quem garante é o povo, que é de onde emana todo o poder segundo a nossa Constituição. Então se a gente quiser defender os nossos direitos, nossa mobilização se torna mais necessária do que nunca, no momento em que esses direitos estão sendo ameaçados”, afirmou.

Para Haddad, falar de Lula Livre, hoje, é falar de democracia. “Não é de outro assunto. Não estamos tratando aqui de questão pessoal. Estamos com o maior líder da história política do pais numa situação injusta. Estamos defendendo os direitos de uma pessoa mas também isso representa os direitos de todo o povo”.

Confira íntegra da carta de Lula às mulheres:

 

carta de lula.jpg