Home Política Integrante de vigília visita Lula: ‘Está bem fisicamente. Emocionalmente não’
Em Curitiba

Integrante de vigília visita Lula: ‘Está bem fisicamente. Emocionalmente não’

Ativista relatou o estado do ex-presidente, após o trauma de perder seu neto, de apenas 7 anos, para a meningite. E disse que ele continua 'indignado' com prisão, que completou 11 meses
Publicado por Redação RBA
20:02
Compartilhar:   
reprodução/facebook
neudicleia visita lula

Neudicleia: ‘Lula acredita que a Vigília é o que mantém vivo dentro da Polícia Federal’

São Paulo – “Ele está bem fisicamente. Emocionalmente não”, conta Neudicleia de Oliveira, integrante da Vigília Lula Livre, que visitou nesta quinta-feira (7) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Achei que ia encontrar um homem triste, mas encontrei um homem indignado com a injustiça feita a ele desde o dia 7 de abril”, acrescentou a ativista do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), referindo-se à data de prisão, no ano passado.

A exatamente um mês de completar um ano preso, Lula enfrenta o luto de ter perdido seu neto Arthur, de apenas 7 anos, vítima de meningite, no dia 1º. Neudicleia disse que o ex-presidente está abalado com a situação, mas permanece firme na convicção de sua inocência. “Ele está muito chateado, mas disse que não está desanimado e que, assim como ele, não podemos nos desanimar. Mesmo com noites e dias, precisamos resistir.”

“Ele está bem fisicamente. Emocionalmente não, ele acabou de perder o neto. Passei todo o sentimento que temos vivenciado. Falta um mês para completar um ano da prisão injusta do presidente”, acrescenta. Segundo a ativista, para Lula, a presença do acampamento é vital. “Lula acredita que a Vigília é o que mantém vivo dentro da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Nossa tarefa é reproduzir isso e denunciar. Precisamos ser o calo no sapato do Judiciário que prendeu Lula. Precisamos tirar ele daqui. Não vamos sair das ruas.” A frase “A única luta que perdemos é aquela que não fazemos” foi a que mais a marcou na visita.

Lula novamente provocou seus algozes a apresentar provas mais consistentes para a manutenção de sua prisão. “Ele desafia Moro, Dallagnol, a apresentar uma prova sequer contra ele. Enquanto isso não acontecer, Lula não irá desanimar. Triplex, sítio e o terreno do instituto, três mentiras. Conversamos sobre Brumadinho, sobre o crime da Vale. A direção da Vale está solta e com provas, Lula está preso e sem provas”, finalizou.

 

registrado em: , ,