Home Política Gleisi: ‘É uma grande provação para o presidente’
Tristeza

Gleisi: ‘É uma grande provação para o presidente’

'Ele esperava qualquer coisa, mas jamais pensou em algo que envolveria seu neto, o neto que morou com ele', disse a presidenta do PT, que esteve com Lula na tarde de ontem
Publicado por Redação RBA
08:16
Compartilhar:   
Reprodução/Facebook
gleisi

É muito mais solidariedade do que ódio, inclusive de pessoas que tem outras posições políticas”, destacou Gleisi

São Paulo – A presidente nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) falou à jornalista Marilu Cabañas, na Rádio Brasil Atual nesta manhã (2), sobre a vinda do ex-presidente Lula a São Bernardo do Campo para o velório de seu netoArthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos.

“Perder uma pessoa da família é triste, uma criança é pior ainda. O presidente está muito abalado”, disse a parlamentar, que esteve com o ex-presidente na tarde ontem (1º), na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Ela descreveu o estado de Lula.

“O presidente está muito triste mesmo. Já convivi com ele, o vi no momento da sua prisão, nas mortes da Marisa e do Vavá, mas dessa vez foi muito pesado. Ele esperava qualquer coisa, mas jamais pensou em algo que envolveria seu neto, o neto que morou com ele.”

Gleisi ressaltou ainda que, a despeito de mensagens de ódio que circulam nas redes sociais, as manifestações de solidariedade e apoio ao ex-presidente Lula são em maior número. “É muito mais solidariedade do que ódio, inclusive de pessoas que tem outras posições políticas”, destacou.

“É uma grande provação para o presidente. E mesmo assim ele tem essa preocupação com o povo brasileiro, com o que está acontecendo”, disse.

A deputada ressaltou ainda que o PT vai colaborar com a polícia para manter a privacidade do ex-presidente. “Tem algumas restrições por questões de segurança, conversamos com as autoridades policiais e nos comprometemos que ele estará com a família, vai ser muito restrito. Ele quer ficar perto do neto até o último minuto e o nosso compromisso é que ele venha de maneira segura para estar com o neto nessas últimas horas.”

Ouça a íntegra da entrevista