Home Política Campanha Lula Livre lança primeiro vídeo e destaca prisão política do ex-presidente
resistência

Campanha Lula Livre lança primeiro vídeo e destaca prisão política do ex-presidente

Crime de Lula foi defender a classe trabalhadora e os mais pobres, a independência nacional e a democracia, afirma a produção que já desperta a atenção para um ano da prisão de Lula, em 7 de abril
Publicado por Redação RBA
17:24
Compartilhar:   
brasil de fato
campanha lula livre

‘Para condená-lo e prendê-lo, manipularam o sistema de Justiça’

São Paulo – Após a Assembleia Nacional Lula Livre unificar bandeiras no fim de semana em torno da inocência do ex-presidente, foi publicado hoje (18) o primeiro vídeo de uma nova campanha. Próxima de completar um ano, no dia 7 de abril, a prisão de Lula em Curitiba é cercada de convicções e carente de provas. Sobre isso, seus apoiadores declaram: sua prisão é política.

Logo no início, o vídeo compara o trabalho de Lula e o que chamam de perseguição com outros líderes populares do mundo. “Quem não conhece a perseguição implacável sofrida por Pepe Mujica e Nelson Mandela?”, questiona o material, resgatando a história dos ex-presidentes do Uruguai e da África do Sul, respectivamente. “Eles e o ex-presidente Lula cometeram o mesmo crime: defender a classe trabalhadora e os mais pobres, a independência nacional e a democracia”.

A Assembleia, ou Encontro Nacional Lula Livre, reuniu líderes populares que estão juntos na oposição ao governo de extrema-direita com alinhamento subserviente aos Estados Unidos por parte de Jair Bolsonaro (PSL). Compareceram nomes como Fernando Haddad, Manuela D’Ávila, Guilherme Boulos e João Pedro Stédile. Os debates buscaram traçar estratégias para denunciar injustiças cometidas nos processos contra Lula em todo o país.

“Lula declarou guerra contra a fome, as desigualdades sociais e o preconceito. Os poderosos não queriam de jeito algum que ele voltasse a ser presidente. Tampouco toleram a ideia de vê-lo novamente nas ruas, liderando a resistência contra as reformas antipopulares, o autoritarismo e a entrega do país. Para condená-lo e prendê-lo, manipularam o sistema de Justiça”, completa o vídeo, divulgado pelo Brasil de Fato.

Assista à íntegra do vídeo de campanha por Lula livre:

registrado em: , ,