Home Política Vigília Lula Livre tem acervo em site e ganha boletim impresso
divulgação

Vigília Lula Livre tem acervo em site e ganha boletim impresso

Na próxima segunda-feira (10), comitê nacional dará inicio à Jornada Nacional Lula Livre, em diversos estados
Publicado por Redação RBA
Política
Compartilhar:   
Ricardo Stuckert
vigília lula livre

Vigília está articulando caravanas com destino à Curitiba para passar o Natal e o Ano Novo com o ex-presidente Lula

São Paulo – Há 244 dias resistindo perto da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), a Vigília Lula Livre procura ampliar suas formas de comunicação com a militância. O movimento de resistência pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou um boletim informativo impresso. E toda movimentação, atos, celebrações, visitas de personalidades ao local da vigília tem um acervo de informações organizadas na internet desde os primeiros dias, em abril.

site da vigília está acoplado ao portal do PT, com boletins e notícias diárias, além da campanha de arrecadação de recursos para manter o acampamento. Já edição do informativo impresso é semanal e ajudará a divulgar as visitas recebidas pelo ex-presidente, além dos atos programados da militância.

Para este ano, a vigília articula caravanas com destino a Curitiba para passar o Natal e o Ano Novo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A iniciativa, que surgiu em São Paulo por meio da secretaria de Mulheres do PT do estado, em pouco dias conseguiu arrecadar na internet recursos para custear as despesas da viagem e permanência na capital paranaense. Também está prevista a chegada de pessoas de estados como Bahia, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Ao longo desses oito meses, a mobilização em Curitiba se tornou um ponto de encontro daqueles que lutam contra as injustiças, com visitas do linguista Noam Chomsky, do sociólogo Boaventura de Sousa Santos, e de artistas como Chico Buarque e Martinho da Vila, entre outras personalidades. 

Ato público

Na próxima segunda-feira (10), Dia Mundial dos Direitos Humanos, terá início a Jornada Nacional Lula Livre. A iniciativa é do Comitê Nacional Lula Livre, junto aos movimentos da Frente Brasil Popular, que conta com mais de 80 organizações. Um ato na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC marca o início das atividades, às 18h.

“Faremos atividades de solidariedade ao presidente Lula em todo país no próximo dia 10 e conclamamos a sociedade a se mobilizar contra esse processo injusto que perseguiu e prendeu nossa maior liderança política”, explica João Paulo Rodrigues, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

Outro ato previsto para a próxima semana está marcado para quinta-feira (13), dia em que se completam 50 anos da edição do Ato Institucional 5. Intelectuais, artistas e lideranças populares lançarão um manifesto pela democracia na Faculdade de Direito da USP, às 19h, no largo São Francisco, em São Paulo.

O documento declara a importância da manutenção dos princípios consagrados na Constituição de 1988: a República, a Democracia e o Estado de Direito. “A garantia das liberdades, dos direitos humanos individuais e sociais, do livre exercício da cidadania nos une, para além de eventuais diferenças e nuances ideológicas ou político-partidárias”, diz o texto do evento.

Será realizada ainda a primeira Conferência Internacional em Defesa da Democracia, em São Paulo, nos dias 10 e 11, organizada pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o Comitê Internacional Lula Livre e a Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores (PT).

O evento terá a participação de nomes das principais organizações de esquerda de Espanha, Uruguai, Portugal e do Parlamento Europeu, além da ex-presidenta Dilma Rousseff. A intenção é discutir e elaborar estratégias para a luta pela democracia e a resistência a retrocessos nas políticas públicas, inclusão social e política externa, além de combater a criminalização dos movimentos populares.