apoio externo

Prefeitura de Barcelona repudia Bolsonaro e defende libertação de Lula

Declaração institucional reforçada por vídeo manifesta ao mundo solidariedade de uma das principais cidades da Europa aos movimentos sociais brasileiros: 'vocês não estão sós'

CC BY-ND 2.0 barcelona.cat
Barca_Ada.jpg

A prefeita de Barcelona, Ada Colau, levanta mais uma voz na Europa contra as expectativas de retrocesso anunciadas pelo futuro presidente, Jair Bolsonaro

Jornal Sul 21 – A Prefeitura de Barcelona divulgou, na quarta-feira (14), uma declaração institucional condenando o discurso de ódio e violência de Jair Bolsonaro, presidente eleito no Brasil. A nota repudia as atitudes machistas, racistas e autoritárias de Bolsonaro e exige a proteção e o cumprimento estrito dos direitos previstos na Constituição de 1988.

Além disso, expressa o apoio da cidade de Barcelona a todos os cidadãos e cidadãs do Brasil que estão mobilizados contra esse discurso de ódio. As autoridades da prefeitura de Barcelona manifestam ainda “profunda preocupação pela nomeação do juiz Sérgio Moro como ministro da Justiça, defende o envio de uma missão internacional de observadores para avaliar a independência do Judiciário brasileiro e defende a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A declaração, reproduzida ao fim desta matéria, aprovada pelo Pleno (instância máxima da prefeitura daquela cidade), repudia ainda as ideias do movimento Escola Sem Partido, a criminalização dos movimentos sociais e exige a proteção dos direitos dos povos originários e quilombolas.

Em vídeo, o vice-prefeito de Barcelona, Gerardo Pisarello, manifesta preocupação com o triunfo de Bolsonaro no Brasil (assista abaixo), bem como com Trump (Estados Unidos) e com o crescimento da extrema-direita em toda a Europa.

Sobre Bolsonaro, Pisarello afirma:

“O seu discurso escandalosamente autoritário, homofóbico, classista, machista e racista não vai nos calar. Nós não esquecemos o assassinato de Marielle Franco e os movimentos sociais que lutam há anos pela liberdade e pela dignidade no Brasil. Por isso, a Prefeitura de Barcelona aprovou uma declaração institucional que condena o discurso de ódio do presidente eleito do Brasil e se compromete com a defesa dos direitos humanos neste país-irmão e exige a libertação imediata do ex-presidente Lula, condenado em um processo marcado por enormes irregularidades”.

A declaração da prefeitura de Barcelona também envia uma mensagem a todos os ativistas, acadêmicos e integrantes de movimentos sociais, populares e sindicais do Brasil que estão sendo perseguidos no Brasil por combater a extrema-direita: “vocês não estão sós, Barcelona está do seu lado. É preciso dizer alto e forte: ninguém solta a mão de ninguém. Mandamos um abraço bem forte desde Barcelona, com o Brasil sempre na cabeça e no coração”.

Assista a declaração em vídeo de Gerardo Pisarello:

 

A declaração institucional aprovada pelo Pleno da Prefeitura de Barcelona:

Reproduçãobarcelona.jpg
A declaração institucional aprovada pela prefeitura de Barcelona que repudia discurso de ódio de Bolsonaro e alerta para estado de exceção no Brasil

Leia também

Últimas notícias