boatos

Denúncias de ‘fake news’ contra Haddad chegam a 15 mil em menos de um dia

Whatsapp da central anti-boatos da campanha petista foi bloqueado devido ao fluxo de mentiras contra o candidato que foram denunciadas. Novo número está disponível

Reprodução
Haddad Fake News

Haddad também gravou vídeo que alerta sobre as mentiras e boatos que tem sido alvo

São Paulo – O canal de combate aos boatos e fake news contra Lula, FernandoHaddad e Manuela D’Ávila que circulam pelo Whatsapp e pelas demais redes sociais recebeu 15 mil denúncias em menos de 24 horas, desde que foi criado, nesta quarta-feira (3). Devido ao fluxo intenso de mentiras reportadas em um único dia, o primeiro número foi bloqueado. 

O novo número de Whatsapp que recebe materiais caluniosos contra a campanha petista é 11 97402-9171. Todas as denúncias estão sendo categorizadas e avaliadas por advogados, que tomarão as medidas cabíveis, denunciando às autoridades eleitorais e da Justiça os atos que configurem crime. Além da central pelo aplicativo de mensagens instantâneas, os boatos e mentiras também podem ser denunciados por meio do site de combate às fake news.

“Se você receber uma mensagem anônima, denuncie. Eles estão falando contra a família, contra a escola pública, contra professores. Estão acusando escolas públicas de tratarem de temas com crianças sobre sexualidade”, afirmou Haddad, ao denunciar “campanha vulgar” e de baixo nível que vem sendo realizada contra ele, sua família, a candidata a vice Manuela D’Ávila (PCdoB) e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A campanha de Haddad atribuiu a enxurrada de memes e notícias falsas aos apoiadores do candidato Jair Bolsonaro (PSL).

Leia também:

‘O pior prefeito do Brasil’: como se constrói uma manipulação

Sergio Amadeu: ‘É a hora de virar a onda de fake news do candidato fascista’

Leia também

Últimas notícias