Indicativos

Datafolha: transferência de votos de Lula para Haddad segue em alta

Dos entrevistados pelo instituto, 33% afirmaram votar 'com certeza' e outros 16% que podem apoiar nome indicado pelo ex-presidente

Ricardo Stuckert
Fernando Haddad

Fernando Haddad foi o que mais cresceu no Datafolha: passou de 4% para 9% das intenções de votos

São Paulo – Segundo pesquisa do Datafolha divulgada nesta segunda-feira (10),  o potencial de transferência de votos da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o seu vice, Fernando Haddad, segue crescendo e já chega a 33% das intenções de votos.

O instituto perguntou aos entrevistados se, com Lula fora da disputa e declarando apoio a Haddad, eles ‘com certeza’ votariam, ‘poderiam’ votar ou não votariam de jeito nenhum no atual candidato à vice Presidência da República pelo PT. Nessa hipótese, 33% dos entrevistados declararam que votariam “com certeza” em Haddad. Comparado aos dados do Ibope, do último dia 5, que apontava potencial de transferência na casa dos 22%, o ex-prefeito de São Paulo subiu 11 pontos.

Somado a isso, outros 16% admitem a possibilidade de votar em qualquer nome indicado por Lula – o que soma 49% dos entrevistados declarando potencial voto em Haddad. Na pesquisa anterior do Datafolha, 30% votavam “com certeza” no indicado e 17% “poderiam votar”, ou seja, o potencial de votos do ex-prefeito era de 47%.

A rejeição ao nome de Haddad se manteve nos 22%. Por outro lado, Jair Bolsonaro (PSL) é o candidato com maior reprovação dentro de todo o cenário. Dos entrevistados, 43% “não votariam nunca” no deputado federal pelo Rio de Janeiro (eram 39%).