Você está aqui: Página Inicial / Política / 2018 / 09 / Bolsa de Valores sobe após ataque a Bolsonaro

Bolsa de Valores sobe após ataque a Bolsonaro

Avaliação corrente no mercado financeiro dá conta de que o candidato do PSL pode ser beneficiado pelo episódio
por Redação RBA publicado 06/09/2018 18h58, última modificação 06/09/2018 19h07
Avaliação corrente no mercado financeiro dá conta de que o candidato do PSL pode ser beneficiado pelo episódio
HUGO ARCE/Fotos Públicas
bolsonaro

O Ibovespa subiu mais de mil pontos no período de meia hora e o dólar futuro chegou a cair 1,5%

São Paulo – O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou em alta de 1,76% nesta quinta-feira (6). O movimento de alta foi coincidente com a divulgação da notícia de que o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, havia sofrido um ataque em ato de campanha na cidade mineira de Juiz de Fora.

O Ibovespa subiu mais de mil pontos no período de meia hora e o dólar futuro chegou a cair 1,5%. No mercado de câmbio, a moeda norte-americana apresentou queda de 1,11%, cotada a R$ 4,096.

A avaliação corrente no mercado financeiro é que o ataque pode  beneficiar Bolsonaro na corrida presidencial. O candidato tem conquistado apoio no meio graças ao programa ultraliberal proposto pelo seu assessor na área econômica, Paulo Guedes.

Segundo a assessora financeira da FB Wealth, Daniela Casabona, o episódio pode gerar comoção de parte da população a Bolsonaro. “É normal que ocorra atos de solidariedade e isso pode resultar em pontos positivos para ele, sendo nas pesquisas e até em chances de vencer as eleições”, destaca, em informe da Guerato Press.

Com apenas 9 segundos de tempo na TV, o presidenciável do PSL pode ganhar com a exposição midiática decorrente do episódio. “A população, comovida pelo acontecimento, provavelmente se solidarize com o ocorrido. É bem provável que as candidaturas de esquerda sofram um pouco mais nos próximos dias, e mercado precifique o cenário de menor probabilidade”, diz o economista-chefe da DMI Group, Daniel Xavier, no mesmo informe.

Nesta quarta-feira (5), a mídia tradicional divulgou que Bolsonaro teve um encontro de uma hora e meia com o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho. A reunião foi intermediada por Paulo Guedes.