Seletividade judicial

‘Querem impedir Lula de ser candidato porque ele será eleito’, afirma Zé Dirceu

Em lançamento de livro autobiográfico, o ex-ministro vê perseguição política contra o ex-presidente, semelhante à que viveu nos últimos anos e fez críticas à atual conjuntura política

TVT/Reprodução
Livro Zé Dirceu

Livro “Zé Dirceu – Memórias” traz a história do militante desde a ditadura civil militar, a redemocratização e a construção do PT

São Paulo – Diante das arbitrariedades que entende ter pesado sobre ele e do que considera um processo “sumário, de exceção e político”, o ex-ministro José Dirceu lançou nesta terça-feira (4), no Circo Voador, Rio de Janeiro, seu livro autobiográfico “Zé Dirceu – Memórias”.  Para ele, repete-se com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o que ele próprio viveu em seus anos de prisão. Condenado em processos polêmicos nos inquéritos do Mensalão, em 2012, e da Lava Jato (em 2015),  Dirceu viu sua biografia de militante histórico ser reduzida ao papel de criminoso. “Em menos de 24 horas eu virei um bandido”. 

Sobre seu livro, o ex-ministro de Lula explica que à repórter Rosângela Fernandes, do Seu Jornal, da TVT que trata-se da “história que eu vivi contada por mim. Eu resolvi contar a história da minha geração, a de 1968. Nossos sonhos, a história do Brasil e da luta contra a ditadura (civil-militar), da luta armada, minha história em Cuba, a volta para o Brasil e a clandestinidade até a redemocratização e com o PT”, descreve o autor, que disse estudar a publicação de um segundo volume de sua autobiografia, sob o tema do cárcere e o sistema penitenciário brasileiro.

Hoje dedicado à formação da militância jovem de esquerda, Zé Dirceu afirma seu trabalho como um modo de denunciar a atual conjuntura política do Brasil. Durante o evento de lançamento do livro, realizado no Circo Voador, no Rio de Janeiro, o ex-ministro repudiou a perseguição contra o ex-presidente que, para ele, está sendo impedido de disputar o pleito pelas chances de ser eleito.

“A pretexto de combater a corrupção querem nos banir da vida política do país, querem na verdade fazer ignomínia e impedir que Lula seja candidato e que o povo julgue Lula”, finaliza.

Assista à íntegra das reportagens: