Censo

TSE recebe total de 24,5 mil candidaturas para Eleições 2018

Mulheres são cerca de um terço das candidaturas e negros, apenas 10%. Partidos que mais têm candidatos são PT, PSL, PSol e MDB

tse
eleicoes 2018 urna

Brasília – Após o fechamento dos dados de registro das candidaturas a todos os cargos que vão disputar as eleições este ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) constatou que quatro partidos têm a hegemonia de candidatos registrados na Justiça eleitoral, com números bem parecidos. São estes PT, PSol, PSL e MDB. Juntando o total de candidatos a presidente da República, governadores, deputados federais, deputados estaduais e senadores, 1.078 mil destes candidatos são do PT. Outros 1.202 são filiados ao PSol, 1.260 ao PSL e 1.012 ao MDB. O PCdoB, com apenas 76 registros, foi a sigla que registrou menos candidaturas este ano.

No total, foram registradas 24,5 mil candidaturas. Tirando estes quatro partidos com maior número de candidaturas registradas, as seis demais legendas com maior número de candidaturas registradassão, PROS, Patriotas, Avante, PHS, PSB e PRTB, nesta ordem.

O PSDB figura na 13ª posição, o PDT na 17ª e o PV 18ª. O Podemos, está 19ª posição e a Rede Sustentabilidade, em 20ª.

Assembleias e Câmara

Distribuídos pelos estados da federação, este ano 15,1 mil candidatos concorrem a vagas nas Assembleias Legislativas (para deputados estaduais) e 7,2 mil a vagas nas respectivas Câmara dos Deputados. Concorrem ao Senado 299 candidatos. Já os governos estaduais são pretendidos por 177 pessoas, juntamente com seus vices.

Conforme os dados iniciais do tribunal em relação a gênero, 69,4% do total são homens, enquanto 30,6% das candidaturas são de mulheres. Já no critério faixa etária, percentual de 16,04% dos candidatos possui entre 45 a 49 anos, 15,84% possui entre 50 e 54 anos e outros 14,71% têm idade entre 40 e 44 anos.

Quanto à raça, a maior parte dos candidatos declarou-se branco (51,8%), e, em segundo lugar, pardo (36%). Só 10,9% das candidaturas são de negros. Quem se registrou como amarelo representa dentro do total de candidatos 0,7% e entre índios, 0,5%).

 As três principais profissões dos candidatos, conforme o cruzamento de dados do TSE, são empresários (20,90% do total), advogados (12,83%) e deputados (8,37%). Enquanto 6,91% são vereadores, 6,89% comerciantes e 5,59% professores do ensino médio. Os 38,51% restantes possuem ocupações diversas.

De acordo com o secretário judiciário do TSE, Fernando Alencastro as impugnações já começaram a ser avaliadas, assim como os critérios exigidos para as condições de elegibilidade de cada candidato que se registrou. O tribunal publicou hoje um edital dando prazo de cinco dias para a apresentação dos pedidos de impugnação das candidaturas.

Na última quarta-feira (15), primeiro dia como presidente do tribunal, a ministra Rosa Weber se reuniu com presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para discutir detalhes da eleição e o alinhamento de procedimentos administrativos.

O presidente do tribunal eleitoral de Minas Gerais, Márcio Vidal, destacou a necessidade de ser utilizado o chamado “Pardal”, um aplicativo que permite aos cidadãos fazerem denúncias à Justiça Eleitoral de irregularidades praticadas por candidatos e partidos durante a campanha, cuja aplicação está sendo finalizada e tem perspectiva de ser disponibilizada em breve.