Home Política Parcialidade de Moro e do TRF4 é tema de livro lançado na Vigília Lula Livre
Violência jurídica

Parcialidade de Moro e do TRF4 é tema de livro lançado na Vigília Lula Livre

'Comentários a um Acórdão Anunciado – O Processo Lula no TRF4', com a participação de mais de 50 autores, traz análises técnicas sobre a decisão da corte que condenou o ex-presidente
Publicado por Redação RBA
19:56
Compartilhar:   
Reprodução
lula livre o povo contigo.jpg

Cartaz em apoio ao ex-presidente, condenado em processo questionado por juristas

São Paulo – O livro Comentários a um Acórdão Anunciado – O Processo Lula no TRF4 (editora Outras Expressões) foi lançado hoje (13) na vigília Lula Livre, em Curitiba. Organizada pelos juristas Carol Proner, Gisele Cittadino, Gisele Ricobom e João Ricardo Dornelles, a obra reúne textos que apontam o uso indevido do Direito para justificar o subjetivo combate à corrupção em detrimento das garantias fundamentais do estado democrático na condenação, sem provas, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá.

Escrita com a participação de mais de 50 autores, a obra traz análises técnicas sobre a decisão dos desembargadores que, além de confirmar a sentença do juiz de primeira instância Sergio Moro, ampliaram a sentença.

O caso chamou a atenção de juristas e de autoridades de todo o mundo pelas acusações de parcialidade dos magistrados da corte federal. Um dos destaques foi a leitura de 250 mil páginas em seis dias do desembargador Leandro Paulsen. Ou o fato de o processo do ex-presidente ter furado a fila de outros 257 processos que estavam aguardando julgamento.

comentários - os dois.jpg

Os organizadores de Comentários a um Acórdão Anunciado são os mesmos juristas que organizaram Comentários a uma Sentença Anunciada – O Processo Lula.

Visita

O ex-presidente recebeu hoje (13) visita do padre André Marmilicz, pároco de Santa Cândida. Ele afirmou ter saído “energizado” do encontro. “Conversei muito com Lula, que está muito bem, muito animado. Reafirmou que é candidato, está confiante e, mais do que isso, tem certeza de que vai ganhar a eleição”, disse o religioso.

“Ele tem uma fé muito grande, disse que está acumulando mais vontade de lutar,  que não tem nada do que reclamar, ao contrário dos seus algozes, e que quer que seus apoiadores continuem aqui”, completou padre André, que deverá voltar a visitar Lula.